Autores amazonenses lançam livros de fantasia na Biblioteca Pública do AM nesta sexta

Publicado em 2 de novembro de 2016 | Por David Dornelles | Eventos, Literatura, Manaus

Depois de representar o Amazonas na Bienal Internacional do Livro de São Paulo deste ano, o selo Lendari, em parceria com a Biblioteca Pública do Amazonas, lança em Manaus na próxima sexta-feira (04/11) os três títulos que se destacaram entre os leitores paulistas: “A Rainha de Maio”, terceiro livro de meu amigo Jan Santos; “Quase o Fim”, romance de estreia da minha querida Leila Plácido; e “Minhas conversas com o Diabo”, de Mário Bentes.

A Rainha de Maio” é uma fábula construída com elementos do folclore brasileiro e influências de Neil Gaiman e Mário de Andrade, que Jan Santos descreve como uma obra experimental. Com a proposta de ser um livro único, a história sobre o temor que a tribo Suanam sente pela Maria Branca, a rainha dos demônios do mato, no entanto, pode muito bem vir a se tornar o primeiro de uma série.

Leila Plácido debuta no cenário literário com “Quase o Fim”, uma distopia que, ao contrário do que o mercado oferece, quebra o mito de que o mundo acaba apenas nos Estados Unidos: o apocalipse, arquitetado por um grupo elitista de pensadores, os ‘Messias’, é narrado do ponto de vista de uma manauara chamada Zoé que procura abrigo nas Grutas do Maruaga, em Presidente Figueiredo.

Os contos são a opção de Mário Bentes em “Minhas conversas com o Diabo”, o primeiro de uma série de sete livros que explora a intimidade de personagens comuns do dia-a-dia, cujos desejos, inalcançáveis de outra maneira, acabam atraindo demônios interessados em oferecer-lhes pactos. Segundo o autor, tais entidades funcionam mais como uma expressão da incapacidade humana de lidar com os próprios vazios.

Durante o evento, também estarão à venda exemplares de “Quando a Selva Sussurra”, primeira antologia publicada pelo selo Lendari que reinventa os mitos amazônicos, e “Evangeline – Relatos de um Mundo Sem Luz”, obra independente de Jan Santos que reúne histórias de um mundo no qual não há mais dia.

O evento ocorre na próxima sexta-feira, 04 de Novembro, na Biblioteca Pública do Amazonas, rua Barroso, Centro, a partir das 17h e você pode acompanhar notícias pelo evento agendado no Facebook.


Sobre o Autor

está do lado de Aslam, mesmo que não haja Aslam. Quer viver como um narniano, mesmo que Nárnia não exista.

Comentários