Entrevista com Vinicius Caldas da Cozinha dos Tronos | Receitas Épicas

Publicado em 3 de agosto de 2017 | Por Antonio II | Colunas, Entrevistas, Gastronomia, Receitas Épicas

Povo do Uno! Hoje o Mapingua Nerd está em festa, pois recebemos aqui no Receitas Épicas o pessoal da Cozinha dos Tronos para um bate papo sobre comida e… Guerra dos Tronos!

O Cozinha dos Tronos é um canal do Youtube  com mais de 10 mil inscritos, que surgiu em 2015 da vontade de Vinicius Caldas de dar vazão à sua paixão: o medievalismo. Assim, juntou-se a amigos (e ao crush) para fazer, segundo a descrição do canal, ” receitas medievais, tentando simular ao máximo as técnicas e ingredientes culinários da Idade Média, tudo do modo mais natural e artesanal possível”.

Se fosse só isso, já era orgásmico, mas atentem para  “simular o máximo das técnicas”. O trabalho da equipe capitaneada por Vinícius é pesquisar historicamente as receitas medievais, reproduzindo-as da forma mais fiel possível! Do arsenal de utensílios que são utilizados (cutelos, facas, panelas…), até a indumentário, é tudo temático.

Pelo nome do canal, você já deve ter percebido que o Cozinha dos Tronos tem como centro a fantasia medieval de George R.R. Martin. Muitos pratos são referências à franquia de livros e à série! Pois se tem uma coisa que os povos de Westeros sabem fazer é comer bem!

[ Uma observação: existe um livro oficial de receitas de Game of Thrones. Chama-se “A Feast of Fire and Ice” e é autorizado por Martin e escrito por duas moças versadas em gastronomia antiga europeia que  possuem um blog sobre culinária de fantasia medieval chamado Inn at the Crossroads. Elas também escreveran um livro de culinária sobre o universo da aclamada franquia de games Warcraft. ]

Mas nem só em Westeros caminham os caras da Cozinha dos Tronos. Eles também se arriscam em elaborar versões de receitas de outros mundos, como os de The Legend of Zelda, Warcraft e até outras literaturas de fantasia como Campeões de Gaia! Dá uma olhadinha no trabalho primoroso dos caras:

E de uns tempos pra cá o Cozinha dos Tronos tem se metido com uma galerinha do barulho e aprontado mil e uma travessuras no cenário medieval brasileiro, com destaque para parcerias com o maior portal medievalista do país, o Cena Medieval, além do podcast “7 Reinos” do agregador Iradex.  Se você quer saber o esse povo viciado em Game of Thrones está achando da sétima temporada da série da HBO, adiciona eles no seu feed.

Esse cara da esquerda é o “Skald” Rafael, o cérebro por trás do Cena Medieval. E parceiro de brejas do Vinícius

 

Conversa na Cozinha

Olá Vinícius, tudo bom? Eu sou o Antonio, e quero dizer que curto muito o trabalho de vocês no Cozinha dos Tronos, já acompanhando o canal de vocês desde a estreia há um ano e o Receitas Épicas do Mapingua Nerd tem algumas homenagens a vocês, como o salmão redentor e o ossobuco medieval. Quando surgiu o seu interesse por culinária? E culinária medieval? Uma coisa dependeu da outra ou não? 

Olá! Obrigado pelo convite e pelas homenagens! Na verdade não dependeram uma da outra. Eu gosto e me interesso por culinária desde meus 11-12 anos de idade, quando ia na casa de meus primos e ajudava meu padrinho na cozinha. Sempre foi um mundo muito fantástico pra mim a mistura dos ingredientes para formar novos sabores. O interesse por Culinária medieval surgiu quando lia as Crônicas de Gelo e Fogo e durante as descrições das comidas no livro resolvi ir atrás de alguns pratos e fazer para mim e para os amigos.

No primeiro vídeo ( o do pão medieval) do canal você delimita a temática das receitas às fantasias medievais e receitas históricas. Mas já saiu receita de vídeo games como Zelda e Warcraft. Visto que as  informações contidas nos games são muito pobres, como foi o processo de elaboração dessas receitas? Aliás, como é o processo de elaboração das receitas para o canal? O livro “A Feast of Fire and Ice”  dá descrições bem detalhadas, mas a maioria das receitas que vocês já apresentaram não está lá. Como se dá a escolha das receitas e elaboração dos pratos? Pergunto isso pois as receitas daquela época que chegaram até nós, são muito reticentes quanto a detalhes de preparo… 

Tantos os games, quanto as séries ou temáticas que nós fazemos no canal tem alguma relação com a fantasia medieval em si. Zelda e Warcraft são mundos de alta fantasia, com criaturas e magias que estão muito presentes em diversos RPGs, o famoso “capa e espada” que nós tanto adoramos. O último jogo de Zelda traz muitas receitas inclusas nos jogos, com variações ricas, mas sem modo de preparo. O que fazemos é basicamente fazer de um modo artesanal, buscando técnicas que eram possíveis de se praticar nos mundos no qual estamos lidando. Nas outras receitas nós buscamos semelhanças de ambientação com o nosso mundo e vamos pegando as referências históricas e o que era comido na época, dando embasamento “real” tanto no modo de preparo quanto nos ingredientes. 

Você diz que testa as receitas antes de apresentá-las. Já errou muito nos testes? Qual foi a receita mais difícil para acertar o ponto do aceitável? E QUANDO SAÍRA O VÍDEO DAQUELA QUE NÃO PODE SER MENCIONADA?* 

Atualmente temos testado somente as receitas mais difíceis de dar certo, o resto, vai ali na hora mesmo e tem dado certo hahaha. A receita mais complicada e que tivemos erro durante a gravação foi o ovo recheado que fizemos ano passado. Eu até queimei o dedo na gravação. Sobre o vídeo da manteiga: estamos procurando o instrumento que usavam para fazer a maldita.

Vocês habitam em Atibaia (São Paulo). Como é a busca pelos ingredientes para receitas medievais? Olhei aqui no Google e vi que a cidade tinha 138 mil habitantes em 2016. Como é a cena medieval aí? 

Aqui a cena medieval é bem fraca. Não temos nenhum “grupo” que se auto denomina medieval. Temos muitos interessados na cultura de produtos artesanais em si, como feiras frequentes com essa temática e produtores de cerveja. Os ingredientes não são tão difíceis assim de se achar. Às vezes temos que dar uma adaptada numa erva ou algum tempero, mas também não adianta usar algo no vídeo que o espectador não possa encontrar facilmente onde quer que more. 

Ainda sobre receitas… Baseando-se nas próprias receitas que o canal já apresentou, escolha quatro para montar um banquete medieval para impressionar o “crush”. Trace comentários que justifiquem a escolha de cada uma das receitas. 

Depende muito da pessoa que você está tentando conquistar, por exemplo minha namorada não come diversas coisas. Mas vamos lá: De entrada acredito que uma boa pedida seria o Cogumelo Assassino de Rei, um cogumelo paris recheado e coberto com queijo. Uma delícia para abrir o apetite. Para acompanhar a noite, o nosso já clássico vinho condimentado, que tem um gosto diferenciado e é muito saboroso para acompanhar qualquer prato que você fizer. Dependendo da época (e também da região que você mora, pois em Manaus é calor o ano todo), você pode optar por umas de nossas sopas, porém um prato muito interessante que impressiona pela simplicidade e apresentação é o Frango “empanado” em sementes que fizemos no vídeo do Banquete do Deus Faraó na nossa série de receitas do Egito Antigo. Algo simples, saboroso e muito diferente de tudo que já comi. Para finalizar, e dar um ar romântico a todo esse preparo, faça a Torta do Cavaleiro das Rosas. Um dos meus pratos preferidos do canal. Uma torta deliciosa, com pétalas de rosa para você encantar sua amada ou amado.

Visto que o canal teve como motivo de existir  As Crônicas de Gelo e Fogo, o que você anda lendo ultimamente do Martin? Sobre a série, espera mesmo que Snow e Daernerys se unam contra Cersei? A sétima temporada já está indo… será que finalmente o inverno também?

Eu ainda estou lendo o quinto livro hahahahha. Estou enrolando pra acabar pra não ficar naquela expectativa que todos estão para o próximo. Mas recentemente li o conto do Martin naquela coletânea “Mulheres Perigosas” onde mostram alguns ancestrais da família Targaryen se matando na famosa Dança dos Dragões.  Sobre a série: Cersei vai morrer nas mãos de Jaime e quando todo mundo achar que está tudo ok a Longa Noite vai chegar e o negócio vai ficar LOUCO. 

Vocês fizeram um vídeo de uma receita do livro Campeões de Gaia. Ao que pareceu, você não tinha lido o livro. O quanto você acompanha a literatura de fantasia nacional? Sabia que As Crônicas de Acheron tem receitas que esperam ganhar vida pela Cozinha dos Tronos? Os nerds do Norte estão observando… 

Realmente eu apenas li os primeiros capítulos do livro, mas por falta de tempo. A cobrança dos fãs no canal tem sido cada vez maior e ainda só conseguimos lançar um vídeo por semana. Eu sempre estou acompanhando em bienais e eventos, alguns nomes e livros que se encaixam na temática que podemos aproveitar no canal. Campeões de Gaia foi o exemplo disso, dos 30 cartões que distribuímos na Bienal do Livro do ano passado, só o Lucas entrou em contato com a gente de fato. Acompanho o mercado literário de perto, principalmente as tretas desse mundo onde algumas editoras exploram os autores iniciantes cobrando valores abusivos apenas para ter 1000 livros pra vender sem nenhum real apoio. Eu já estive do lado de lá na esperança de ter uma história publicada e sei como existem lobos esperando para dar o bote, e esse é um dos maiores problemas da literatura nacional, não só a fantástica. Sobre as receitas, precisamos fazer! Até o final do ano vamos agendar e fazer com certeza! 

Bom, gente… foi esse o papo que tive com o Vinícius Caldas do Cozinha dos Tronos. Espero quem tenham curtido. E lembrem-se q nos vemos logo mais. No próximo Receitas Épicas.

*Nota: “aquela que não deve ser mencionada” é a manteiga. Aquela safada.


Sobre o Autor

perdeu as contas de quantos mantras realizou para zerar aos onze anos Faxanadu. Suas habilidades crescentes já na infância o levaram a fazer uso da Master Sword todas as vezes em que houve necessidade (desde a Criação até a Era o Caos e da Prosperidade). Atualmente anda às voltas com os reinos de Boletaria, Lordan e Drangleic porém nunca esquecendo que deve estar de pé às seis para levar luz àqueles que necessitam. Gosta de caqui, sustos, games, comida-que-mata, poesia, pringles, fantasia-fantástica, pôr-do-sol... e Pepsi! Não necessariamente nessa ordem.

Comentários