Um caracol nem tão raivoso assim

Publicado em 19 de setembro de 2016 | Por Bruno Graça | Entretenimento, Entrevistas, Manaus

(Junto comigo estava o gallifreyano Ayrton de Oliveira)

O último dia do Anime Jungle pegou fogo. A tarde de domingo, 18, teve muita gritaria, cosplays, games, cardsgames, rpgs e muitas fotos. Mas eu está longe disso tudo. Tinha uma missão: entrevistar os convidados dessa edição do evento. Neste primeiro texto, o convidado que vou entrevistar é o youtuber Marcos Coelho do canal Caracol Raivoso.

Marcos, na verdade, começou no youtube em 2011, com um outro canal, inspirado pelo sucesso dos youtubers Felipe Neto, a Kéfera e o PC Siqueira. Neste primeiro canal o objetivo era falar mal de desenhos ruins, mas com o tempo acabou mudando o formato. “Eu parei com esse canal e só voltei ao youtube um ano depois, foi quando criei o Caracol Raivoso”, afirmou.

O nome do canal vem de um episódio do desenho Bob Esponja, que fala sobre a “doença do caracol raivoso”.  “Esse nome ficou na minha cabeça por um mês e então me perguntei se eu criasse um canal com esse nome ele ia ficar na cabeça das pessoas também. Acho que deu certo”, contou.

caracol-raivoso-logo

O youtuber explicou também sobre a criação do personagem Mano Piveta. “Ele é um personagem mais vida louca, maloqueiro e acabou sendo mais adorado que eu mesmo, o dono do canal”, revelou.

De acordo com o Marcos, ele grava o conteúdo que passa durante do dia. “É o meu ponto de vista daquela situação, vou formando tudo e faço vídeo baseado no meu cotidiano”, disse.

Marcos disse que atualmente vive do seu canal. “Atualmente, dá para viver do canal, tanto em base do que se arrecada no canal em si, quanto em participação, merchan, propagandas, um bico aqui, ali, dá para viver”, revelou.

A fama também já trouxe um pouco de problemas para Marcos, que contou já teve dificuldades para sair de um shopping por causa dos fãs. “Apesar disso é bom ter reconhecimento do povo e até entendo a reação dos fãs”, falou.

Marcos falou que não se preocupa com possíveis ataques de haters ou ameaças que a fama possa trazer. “Ameaças depende muito do assunto que a pessoa aborda no canal. Eu não falo nada apelativo. Eu mesmo falo contra mim e a galera acha engraçado”, contou.

O youtuber conta que apesar de editoras já terem o procurado para lançar livro, ele recusou. “Se eu for lançar um livro, tem que ser algo muito bom”, falou. “Mas brevemente quem sabe lanço uns produtos da linha Caracol para os fãs que gostam. Não tenho nenhuma ideia em mente do que vai daqui para frente. Talvez teatro ou talk show”, completou.

Eu: “Alguma mensagem para os fãs, Marcos?”.

Marcos: “Apenas que busquem conhecimento”.

Espirituoso.

 

 


Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários