O maior fanzine dos anos 90 está voltando

Publicado em 30 de novembro de 2017 | Por Bruno Graça | Anime e Mangá, Entretenimento, Manaus, Notícias, Quadrinhos

Quem viveu nos anos 90 acompanhou uma das épocas mais ricas de animes no Brasil devido ao canal Manchete, e isso estimulou a imaginação do público, que produziu diversas histórias e guias de fãs para fãs, os fanzines, e entre aqueles que se sobressaiu está a Hyper Comix.

Criado em Manaus, o fanzine produzia sátiras de diversos animes, principalmente dos Cavaleiros do Zodíaco (Los Caballeros Ridículos) e acabou sendo “descoberto” por uma editora paulista, que o transformou em revista quinzenal com distribuição em todo o Brasil. Toda a história da revista pode ser lida aqui.

 

Fechando um ciclo

Originalmente, a revista acabou acabou de forma abrupta na sua edição 14, mas 20 anos depois, volta para mais um round, em uma edição comemorativa para fechar o ciclo  iniciado nos anos 90. “A edição comemorativa irá encerrar as sagas que foram abertas durante o fanzine Hyper Comix”, adiantou Ademar Vieira, ilustrador da equipe original. “Essa edição será uma coisa bem nossa e bem pessoal”, completou.

O criador da Hyper Comix, João Vicente, relata que a edição comemorativa também será um modo de comemorar os 20 anos da revista. “O fanzine fez 20 anos em 2016 e infelizmente não pudemos nos reunir para comemorar a data, então resolvemos fazer algo para celebrar o aniversário da revista, que saiu em 1997; então fizemos este projeto por volta de março/abril de 2017 e ainda estamos desenvolvendo”, relatou João Vicente.

 

Mais maturidade, menos putaria

Para esta edição comemorativa, estão de volta os criadores da revista João Vicente e Jucylande Paula (na colaboração), além do ilustrador original Ademar Vieira, que, 20 anos mais velhos, trarão mais maturidade à revista. “A nova edição seguirá uma linha mais comportada: ela terá nudez, terá muita violência, mas nada desrespeitoso ou sacana porque o fanzine estava indo para o caminho da pornografia!”, revelou Ademar. “Então não esperem ver cenas de sexo entre os personagens famosos”, concluiu.

No conteúdo da revista está planejado a sátira “Los Caballeros Ridículos” e as histórias com menos humor mas muita violência como “Samurai Kid Yukio” e “Rancor”.

“O Ademar sugeriu que fizéssemos uma edição comemorativa que concluísse as nossas histórias; então ele se encarregou de escrever e desenhar o 3º capítulo de ‘Samurai Kid Yukio’, além de escrever o roteiro do quarto (e último) capítulo de ‘Rancor’, que foi desenhado por mim, enquanto escrevia e desenhava o quinto capítulo dos ‘Los Caballeros Ridículos’, com a colaboração de meu velho amigo Jucylande Junior”, adiantou João Vicente.

Atualmente, a equipe está dando os toques finais nas histórias, como letras e retículas, para logo em seguida cuidarem da parte editorial, como diagramação, layout e capa.

 

Lançamento em dois estados

A edição comemorativa será feita sem editoras; tudo pago do bolso da equipe. “Será como voltar às origens, sendo que ainda estamos fazendo os últimos ajustes para esse lançamento, possivelmente irá ser tanto em São Paulo, como em Manaus, entre dezembro de 2017 em janeiro de 2018”, revelou Ademar. “Nossa intenção é lançar a tempo de comemorar os 20 anos da revista”, concluiu João Vicente.

Com o foco todo voltado para a produção da revista física, a equipe da Hyper não soube adiantar a possibilidade do lançamento da mesma em formato digital. “Não está planejado no momento, mas podemos pesquisar essa opção mais tarde”, revelou o criador da revista.

Continua?

Ademar revelou que, dependendo da repercussão da edição comemorativa, poderiam surgir novas edições da Hyper Comix, com novas histórias. “Dependendo da repercussão, a gente pode discutir se fazemos sátiras de novos títulos e novos personagens em edições futuras; porém isso depende de muita coisa ainda, não é algo certo”, revelou.


Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários