Estúdios amazonenses apresentaram os primeiros jogos no Inculto 5.0

Publicado em 16 de julho de 2015 | Por Bruno Izidro | Eventos, Games, Manaus, Tecnologia

Dizem que sonhos, quando compartilhados, tem mais chance de serem alcançados. É assim que dois estúdios amazonenses com o sonho de criar jogos começam a dar os primeiros passos. Não à toa, eles possuem algo em comum nos nomes: DreamKid e Tree of Dreams.

Ambos os estúdios lançaram recentemente seus jogos para mobile e os apresentaram no Inculto 5.0 – Jungle Edition, o encontro de desenvolvedores que aconteceu no último fim de semana na hamburgueria Dungeons & Burgers. Nós do Mapingua Nerd fomos lá para conhecer a história deles e demos uma olhada em seus jogos.

Sonho de criança

Com menos de um ano de atividade, a DreamKid é formada por cinco ex-alunos do curso de desenvolvimento de jogos do Samsung Ocean da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e tem um objetivo bem claro: criar jogos voltados para o público infantil. Os desenvolvedores possuem até ajuda de pedagogos para criarem a dinâmica.

DreamKid_mapingua

O primeiro game do grupo, Kadi, é exemplo disso. Um jogo de plataforma bem colorido e com um personagem que gera identificação com os mais novos, ele remete aos jogos da infância dos desenvolvedores. “Queríamos resgatar a experiência que tínhamos com Donkey Kong e Mario para as crianças de hoje”, Fala Crysthian Carvalho, um dos integrantes da DreamKid.

Por ser um jogo de plataforma, Kadi (que, por sinal, é o nome da raça do protagonista) já foge de tantos jogos mobile que estamos acostumados, baseados em toques na tela. Em vez disso, o jogo coloca botões digitais para se controlar o personagem. “Ele é um jogo simples, mas tem um dinamismo e muita customização”, comenta Carvalho. Com isso, eles pretendem também chamar a atenção não só dos filhos, mas também dos país nostálgicos.

 kadi_mapingua

Kadi será lançado no início de agosto, com versões para Android e iOS.

Canhão de circo

Os integrantes da Tree of Dreams tem um pensamento que fala bem qual é o objetivo deles: desenvolver sonhos. “Na Tree of Dreams você não trabalha pra mim, você trabalha comigo e todos fazemos parte da criação do jogo”, fala um dos diretores, Daniel Hebron.

Foi com isso em mente que o estúdio foi formado, em fevereiro de 2014, e agora finalmente esse sonho se tornou realidade com Cannon Man Adventures, o primeiro jogo comercial deles.

A ideia para Cannon Man surgiu de um dos integrantes do grupo, que sempre gostou da atração circenses que dá nome ao jogo. A partir daí, os desenvolvedores criarem um jogo em que precisamos desviar de obstáculos enquanto passamos de canhão para canhão. “É como se fosse aquelas partes dos barris em Donkey Kong Country”, fala Hebron, o que mostra o quanto o jogo de Super Nintendo influenciou os dois estúdios.

 Cannon-Man_mapingua

Ao final de cada fase ainda é preciso controlar o homem-canhão para pousarmos o mais próximo possível de uma bandeira.

Cannon Man é o primeiro jogo criado pela Tree of Dreams, mas não o único e o estúdio também já trabalha em um novo game chamado Neon, um beat ‘em up que deve chegar em breve. Enquanto esperamos pelo próximo jogo, podemos passar o tempo nas 40 fases de Cannon Man, que tem versões para Android e iOS.

 TreeofDreams_mapingua

Há alguns anos, um cenário de desenvolvimento de jogos em Manaus era um sonho quase improvável, mas que aos poucos vai se tornando realidade. Por enquanto com jogos somente focados em mobile, porém algumas surpresas podem aparecer no futuro e nós do Mapingua, claro, estaremos de olho para mostrar a vocês.



Sobre o Autor

━ A Garme Journalizzzzt Wannabe

Comentários