Causos RPG: Folclore maduro e sombrio | Imagine Dragões

Publicado em 10 de julho de 2017 | Por David Dornelles | Colunas, Folclore, Imagine Dragões, Notícias, RPG

Hoje eu trago mais uma matéria inédita sobre Folclore e RPG nacional. Desta vez, nem eu esperava!  Tenho ficado um tanto ausente ultimamente e até cheguei a me preocupar com o que eu traria para os leitores da coluna. Contudo, ainda que eu fuja ou me perca, sempre acabo me reencontrando comigo mesmo e com tudo que amo. Foi meio que sem querer, mas acabei conseguindo um furo e descobri da existência de um RPG muito bacana sendo produzido por pessoas melhores ainda. Então, sem mais delongas fiquem com o Release de Causos RPG!

O que é?

Causos RPG é um jogo narrativo de Mistério e Aventura no qual os jogadores farão releituras de elementos de nosso folclore e lendas urbanas visando a criação de um Causo, uma história madura, repleta de suspense, por vezes tratando de crimes inicialmente inexplicáveis. Este é um lançamento da linha independente do Lampião Game Studio que expande o universo ficcional do quadrinista Eberton Ferreira, que capitaneia o selo Fanzineston.

Como a ideia surgiu?

Jorge Valpaços é um grande fã de nossos mitos e lendas e costuma ter contato com livros, quadrinhos e séries sobre o tema. Diego Bernard curte bastante iniciativas autorais de quadrinhos, já tinha contato com o grupo Quadrinhos Gonçalences (São Gonçalo – RJ) e conheceu a série Causos, de Eberton, por meio deste grupo. Os três autores se encontraram em um evento nerd/geek que ocorreu na cidade do Rio de Janeiro e, com a recente publicação de Saqueadores do Destino (outro título da linha independente) em formato zine, Valpaços disparou: “Que tal um jogo sobre a série Causos?” Na hora aquilo soou como um petardo, mas a parceria fluiu de forma muito agradável, tornando Causos RPG um caso muito interessante de produto transmídia, completamente independente, de certa forma até “punk”, no sentido “arregaçar as mangas e fazer acontecer” do termo.

Folclore e… histórias maduras?

Bem, ninguém inventa a roda. Seria uma ousadia considerar essa a primeira iniciativa com esta pegada. O Lampião sabe que grande parte da leitura de nossas lendas e mitos se relaciona à tradição de Monteiro Lobato sobre o tema. Contudo, sabemos que há uma extensa lista de autores que já tratam este tema de forma jovem ou até adulta, sendo a abordagem crua e visceral de Eberton bastante interessante para que repensemos na Cuca ou no Curupira, por exemplo.

Lendas & Causos

Causos RPG não se restringe ao passado. A construção do cenário de jogo é partilhada, baseada em uma metodologia de inquérito que orienta os jogadores (ou o Contador do Causo, o narrador das partidas) a restringir o espaço de experiência ficcional a fim de delimitar o Causo. A ideia é apresentar um Mistério, algo que quebra a rotina de uma sociedade, podendo a mesma ser em um Brasil distópico futurista ou no período anterior ao contato com os europeus. Onde há uma sociedade, há um fato mal explicado, há um Causo a contar. Aliás, “Causo” é justamente o nome de uma história dúbia, tornando-se uma gíria para uma narrativa de uma lenda (urbana ou não).

Mistério x Bravura: As Tarefas

Um Causo (uma sessão de jogo) é definida pelo conflito entre Mistério (a oposição que sustenta o Causo) e Bravura, sendo a última definida pela soma de Coragem, Conhecimento e Coração (os 3 C’s que servem a solucionar o Causo são os Atributos dos Protagonistas). A vivência de um Causo tem por objetivo solucionar um Mistério. Porém, para tanto, é necessário cumprir um determinado número de Tarefas. E tal qual ocorre em Déloyal (outro lançamento Lampião Game Studio), o cumprimento destas pequenas etapas poderá garantir o sucesso ou fracasso ao término da partida. Assim sendo, a todos que jogam Causos, há um suspense incrível, que apenas será resolvido com o último lance de Dados.

O Sistema

Uma Provação (um teste) se apresenta quando há um nível de desafio (estipulado secretamente e apenas revelado após o lance de dados). Então, o jogador lança 1 dado de Mistério (de valor negativo) e 1 dado de Bravura (valor positivo) e soma o resultado ao Atributo apropriado. É possível acionar Características de seu protagonista, mediante o consumo de Pontos de Causo (que são adquiridos em Falhas). Há diferentes circunstâncias que se apresentam à resolução de uma Provação, indo de um Sucesso pleno até uma Falha, passando a um Problema, que costuma deixar o protagonista sob maus lençóis.

O Cuidado

Tratar de elementos culturais é algo importante. Os membros do Lampião Game Studio sabem disto e apenas ingressaram neste projeto após analisar o material ficcional e verificar se não haveria a reprodução de estereótipos clássicos (bandeirante salvador, mulheres enquanto acessórios, etc). Tanto em A Rede de Carne (Causos Especiais) quanto em Causos (série que se passa no Brasil Colonial) temos uma visão complexa da realidade social, apresentando arranjos entre grupos distintos, personagens complexas, protagonismo de distintas etnias. O próprio protagonista (Gonçalo) não nega a violência que os europeus trouxeram aos indígenas. Neste sentido, Causos também visa expor às agruras das violências (do passado e do presente) que se imprimem na história do Brasil.

Classificação

Causos trata de assassinatos, violência, sequestros, histórias de vingança. Não é um título infantil e a atmosfera de medo que histórias como lendas urbanas passam faz com que não seja um jogo adequado às crianças. É importante tratar este tema, já que visamos sempre a segurança nas mesas de jogo.

Formato e Previsão

Acreditamos que em torno de 30 dias teremos o lançamento de Causos. Após uma bateria de testes chegamos a um jogo bem bacana e interessante, e esperamos que todos gostem. O preço será bem acessível (acreditem!) e teremos uma publicação como uma HQ. Isso mesmo, vocês terão um RPG em formato de revista em quadrinhos. Fiquem ligados!

Sobre os autores

Diego Bernard é estudante de cinema, cantor, Kamen Rider nas horas vagas e autor de NeoGhaluni RPG e de vários outros jogos que serão iluminados pela chama do Lampião.

Jorge Valpaços é professor de história, um amante de jogos narrativos e autor de Déloyal (com Rafão Araujo) pela Pensamento Coletivo, Pesadelos Terríveis pela Avec Editora, NeoGhaluni, Saqueadores do Destino (com Jefferson Neves) e Arquivos Paranormais (com Bruno Prosaiko). Arquivos Paranormais? Aguarde…

Curta a página do Lampião Game Studio e entre no grupo do Lampião no Facebook para saber todas as novidades do grupo que aquece e ilumina suas mesas de jogos!

 


Sobre o Autor

está do lado de Aslam, mesmo que não haja Aslam. Quer viver como um narniano, mesmo que Nárnia não exista.

Comentários