Estudante manauara recria telescópio de Newton

Publicado em 23 de dezembro de 2016 | Por Bruno Graça | Ciência, Entretenimento, Manaus

Não é necessário viajar com o Doctor Who, com os Guardiões da Galáxia ou ser um dos Lanternas para conhecer as estrelas ou os planetas.

O estudante de Engenharia Química da Ulbra, Robson Calazães, desenvolveu um projeto que visa estimular o estudo da astronomia através do telescópio newtoniano. O aluno, que também é bolsista da Fapeam, construiu um telescópio newtoniano, que é exibido em público ou durante oficinas. Tudo isso visando despertar o interesse das pessoas pelo estudo da astronomia e, sobretudo, da Ciência.

“Numa sociedade em que se supervaloriza o conhecimento científico devido à crescente intervenção da tecnologia no dia a dia é impossível não pensar na formação de um cidadão crítico sem o saber científico. Por isso, é importante atentar para esses futuros pensadores e intelectuais e incentivar o interesse pela Ciência, neste caso, por meio da Astronomia”, disse Robson.

Construção do telescópio newtoniano

A estrutura do telescópio foi feita com materiais reaproveitados, como madeira de compensado utilizada no acoplamento do espelho e no refletor, e tubo de papelão.

O processo foi desenvolvido por etapas, tendo como prioridade o desbastamento (corte que deixa menos espesso o objeto) do vidro circular que servirá como espelho refletor (componente principal que dá nome ao telescópio).

As demais etapas de construção do telescópio, como o mecanismo do espelho plano, a aquisição das oculares e o tripé do telescópio, definiram o arranjo final do equipamento.

foto: telescópio newtoniano construído (Divulgação)

Exibição em público e nas escolas

O telescópio foi exibido diversas vezes em praças, escolas públicas e universidades, dando oportunidade das pessoas de manusear e de ver o céu pelas lentes de um telescópio, além de tornar o estudo das aulas de Ciências e Astronomia mais dinâmicas.

“Percebi que a Astronomia pode ser uma aliada muito forte para o ensino da Ciência nas escolas e universidades, principalmente para o ensino da Física, visto que ela oferece opções que tornam o ensino dessa matéria mais libertador e atraente. Dessa forma, esse projeto de pesquisa ainda vem ajudar esses jovens na compreensão do seu ‘lugar’ na história do Universo”, afirmou Robson.

foto: explicação do telescópio newtoniano

Durante as apresentações aos ensinos fundamental, médio e de graduação, os estudantes podem participam de oficinas onde podem aprender a construir o seu próprio telescópio newtoniano.

Futuro

Robson Calazães futuramente realizará novas apresentações para o público do telescópio newtoniano, bem como novas oficinas, ensinando a construir novos telescópios para os alunos.

(com informações de assessoria)


Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários