Youtubers de Manaus | Klinsmann Gomes – Pipoca em Ação

Publicado em 12 de agosto de 2016 | Por Ayrton de Oliveira | Entretenimento

Mais um canal de terras barés aqui no blog! Dessa vez falei com o Klinsmann Gomes, dono do canal Pipoca Em Ação, que conta com mais de mil inscritos e 200 mil visualizações. 

MN – Como surgiu a ideia para criação do canal e quando botou a ideia em prática?

KG – Desde muito pequeno eu já assistia a muitos filmes e desenhos. Cresci nesse meio e ficava muito ansioso para debater sobre os assuntos, então estudava bastante, sempre procurando saber mais sobre as coisas que despertavam meu interesse. Além disso, sempre tive vontade de ajudar as pessoas por conta de eu ter crescido passando por diversas situações difíceis então, com o avanço tecnológico, pude descobrir o YouTube em 2010. Via os poucos canais que existiam na época mas nunca levei a sério fazer coisa do tipo. Sempre me vi passando para as pessoas as coisas que eu sabia e cresci com uma vontade de ser professor só pelo fato de estar presente todo dia com pessoas diferentes, cada uma com seu tipo de ser, então vi o YouTube como uma oportunidade de fazer o que eu mais queria: passar meus conhecimentos para diversas pessoas. Criei meu canal em 2012. Logo no começo não tinha coragem de postar vídeo, por conta da timidez e também por nunca ter feito nada do tipo. Vários canais foram surgindo e logo de cara quis fazer vídeo com máscara, mas continuava com medo que as pessoas não gostassem do que eu falasse, então decidi começar com algo que eu tinha muito conhecimento e que já era apaixonado, o cinema. Decidi fazer disso a minha chave de entrada e comecei apenas com simples podcasts. Com o tempo, passei pros vídeos, mostrando meu rosto, mesmo sem nenhum equipamento profissional, daí fui crescendo e espero continuar, até chegar ao ponto de não só falar de cinema mas também partir para assuntos que possam ajudar pessoas.

MN – Como você concilia a sua vida pessoal e a produção de conteúdo para o YouTube?

KG – Para produzir conteúdo você tem que ter tempo de sobra, e muito tempo mesmo, e não só para gravar. Pessoas veem YouTubers como pessoas populares mas não é bem assim, pelo menos não no meu caso. Tenho que abrir mão de muitos momentos com amigos e familiares para me dedicar ao meu canal, passar muito tempo tentando gravar um vídeo sem falhas com as palavras certas sem esquecer de algo, passar muito tempo editando quando podia estar socializando… sem contar que assisto aos filmes logo na pré-estreia e muitas vezes a data acaba caindo em um dia importante. A questão é que nunca dá para fazer duas coisas ao mesmo tempo, você tem que escolher entre dar atenção para alguma coisa ou pessoa, ou focar em seu projeto.

MN – Na sua opinião, é possível viver apenas trabalhando como YouTuber?

KG – Temos vários exemplos de YouTubers que ganham a vida fazendo vídeo, mas também tem muitos casos de pessoas que querem ter uma renda através da internet sem produzir bom conteúdo. Não basta apenas ter um canal ou um site profissional, o que importa é o conteúdo que você oferece. Tem que ser uma ideia que as pessoas comprem. Até o momento eu não me preocupo em ter o canal como meio de ganhar dinheiro, estou mais focado em evoluir até chegar ao ponto de estar satisfeito com o que eu realmente sempre quis fazer, mas não posso negar que seria bom ter um dinheirinho extra para eu poder comprar os equipamentos e investir cada vez mais no canal.

MN – Você que faz a própria edição do seu canal? Acha que deve melhorar em alguma coisa?

KG – Sim, sou eu mesmo em que edito. Antes de gravar eu idealizo cada detalhe, desde o que eu vou falar, partindo para como vou editar até chegar ao resultado final. Estou sempre buscando evoluir. Tenho um objetivo para alcançar e procuro sempre melhorar transformando as minhas ideias em realidade, mas tenho dificuldade já que não tenho um PC e sempre que quero editar um vídeo preciso ver se alguém pode me emprestar, ou seja, não depende de uma equipe, mas dependo que alguém que esteja disposto a me ajudar nesse ponto. Acredito que vou chegar a ter meus equipamentos profissionais um dia, mas não posso simplesmente parar enquanto isso não acontece. Mesmo sem ter o que eu tanto desejo, não deixo de lutar pelo meu sonho.

MN – Qual a frequência em que posta vídeos para o canal?

KG – Quando você decide se dedicar a algo, você deve ter responsabilidade – se eu quero crescer no YouTube como pretendo fazer isso sem postar vídeos?! Até o momento meu canal é voltado a filmes, então eu tenho que estar sempre antenado ao universo do cinema, buscando notícias novas, trailers e assistindo a filmes logo que lançam. Antes de começar o ano eu já faço uma lista dos filmes que mais quero assistir e que eu tenho certeza que vai chamar atenção do público, então só aguardo as datas chegarem, assisto na pré-estreia e tento postar no mesmo dia. Mesma coisa com trailers e notícias. Quando decido debater sobre alguma coisa fica mais fácil decidir o dia em que gravarei, mas quando se trata de um filme que vai estrear precisa ser no mesmo dia.

MN  É difícil ser YouTuber em Manaus? Qual é a maior diferença entre ser YouTuber daqui e de outros estados?

KG – Acredito que o importante não é onde você mora e sim o que você faz. Tanto no YouTube quanto na internet encontramos pessoas de vários locais, e é muito especial a reação de um fã ao descobrir que a pessoa que tanto admira mora na mesma cidade. Em Manaus não temos YouTubers grandes mas isso não significa que não possamos ter. Sei que todos são bons naquilo em que se dedicam a fazer. Hoje temos famosos de todo canto do país, amanhã poderemos ter um grande YouTuber de Manaus e, mesmo se não for eu, terei o maior orgulho desse manauara conhecido no Brasil todo. O Norte ainda sofre um certo preconceito na internet e espero que, assim como eu, outros produtores de conteúdo para a internet possam mudar a imagem que vários brasileiros tem de nossa região.


Caso alguém queira indicar um canal local, ou até mesmo tenha um canal e queira aparecer por aqui, envie um e-mail para ayrton@mapinguanerd.com.br que a gente conversa. 

Sobre o Autor

"Ele é um deus, ele é um homem, ele é um fantasma, ele é um guru." Apaixonado por filmes, costumo ser o Batman nas horas vagas e San Junipero até às 00:00. Sou fascinado por Doctor Who, e queria ter uma caixa azul maior por dentro. Fora isso, já falei que amo filmes?

Comentários