Ciência em Pauta: amazonense se dedica à divulgação científica em redes sociais

Publicado em 22 de novembro de 2016 | Por Ayrton de Oliveira | Ciência, Entrevistas

A ciência encanta jovens e adultos por onde passa, ainda assim, existem muitas pessoas que acabam acreditando em qualquer pequeno fato falso que é divulgado na internet sem conferir a fonte e veracidade da notícia. Não pensando apenas nisso como também naqueles que pouco tem acesso à ciência, a jovem Yara Laiz fundou da página Ciência em Pauta, na qual faz questão de divulgar fatos e verdades sobre a ciência para todo o Brasil.

Curiosa desde pequena, o primeiro contato que Yara teve com a ciência foi no ensino médio, por meio de uma bolsa de PIBIC-JR. Ainda no ensino médio, a jovem já sabia que queria cursar biologia, e não deu outra. Yara já está no seu sexto período da faculdade.

“O Ciência em Pauta nasceu por acaso, não estava planejado mesmo. Eu já escrevia para um site pequeno que eu mantinha com amigos em 2013, mas passei pouquissímo tempo escrevendo. Em 2014, eu estava trabalhando numa empresa de assessoria de comunicação que era associada de um site quando surgiu a oportunidade de ter uma coluna sobre notícias da Ciência por lá. Pensei em um nome: a coluna Ciência em Pauta tinha nascido.”

Após isso, as coisas cresceram bem rápido. Ciência em Pauta deixou de ser apenas uma coluna de notícias rápidas semanais para virar uma coluna com textos diários em sites e blogs sobre assuntos variados que envolviam astronomia, biologia e astrobiologia. Hoje o Ciência em Pauta não só é uma página no facebook, como também já possui seu canal no youtube.

O foco do Ciência em Pauta é falar sobre Ciências para todos os públicos. Os que mais se interessam são os jovens, mas nas palestras de Yara já participaram muitos adultos e inclusive idosos. Agora conta com uma parceria com o espaço Infância Positiva para ensinar Ciências especialmente para crianças.

“No início eu senti um pouco de rejeição (o que é normal quando você não conhece o trabalho de alguém ou é novato na área). Houveram pessoas que me ajudaram bastante nesse período, e eu tenho conseguido ter meu espaço a cada dia. Claro que, com isso, aparecem os haters e os críticos, mas se você está na internet e todo mundo gosta de você é porque tem algo errado hahaha.


Ciência em Pauta, além do facebook, vai ganhando espaço no YouTube.

“Eu já fazia divulgação científica na internet, mas apenas no Facebook e no Twitter, postando os links dos meus textos e artigos em sites e revistas online. O canal do YouTube foi um pedido dos meus seguidores e eu demorei vários meses para conseguir fazer. Sempre fui temerosa quanto a exposição da minha imagem pessoal fora da divulgação e tinha medo do ambiente do YouTube acabar levando a isso. Mas, com o apoio de todos, eu consegui pensar na melhor maneira possível de ter o canal e tem dado certo.”

MN – Como você concilia a sua vida pessoal e produz conteúdo para o youtube?

YL – Imagino que faça faculdade, ou tenha de trabalhar, e isso ocupa muito tempo. Às vezes eu passo alguns dias sem postar porque faço tudo sozinha. O jeito é encontrar a melhor maneira de usar os tempos livres para planejar novos vídeos e editar os conteúdos.

MN – Você que faz a própria edição do seu canal? Acha que deve melhorar em alguma coisa?

YL – Sim, muita coisa rs. Mas é algo que vai se aprendendo aos poucos depois de fuçar bastante a internet.

MN – Possui uma certa frequência na postagem dos vídeos?

YL – Eu posto três vezes por semana no máximo e tento manter esse ritmo.

MN – É difícil ser youtuber em Manaus? Qual é a maior diferença entre ser Youtuber aqui e em outros estados?

YL – Acho que não é muito bem o Estado que define isso. Depende do público que você alcança e a forma como faz isso. Logicamente que os conteúdos de humor e sensacionalistas acabam ganhando mais apelo e crescendo mais. A divulgação científica tem crescido bastante com muita gente se interessando e fazendo também. E é uma forma importante de educar cientificamente visto que muitas pessoas tem uma deficiência enorme de Ciência. A internet promoveu uma aproximação grande com a Ciência e tem provado que Ciência não é chato ou difícil e que todo cientista, de perto, é alguém bem normal hahaha.


Além de tudo já citado, Yara também colabora com muitos outros projetos, não só em Manaus, mas também em outras cidades. Em Manaus, a jovem faz parte do Clube de Astronomia da UFAM, e já foi colaboradora no Projeto Cosmos. Nacionalmente, a moça escreve para sites como InfoEscola, SpaceToday, Ciência e Astronomia e Universo Racionalista. A lista é muito grande.

Desejo toda a sorte do mundo para Yara, e que possamos ver cada vez mais a ciência ganhando espaço em Manaus.

Sobre o Autor

"Ele é um deus, ele é um homem, ele é um fantasma, ele é um guru." Apaixonado por filmes, costumo ser o Batman nas horas vagas e San Junipero até às 00:00. Sou fascinado por Doctor Who, e queria ter uma caixa azul maior por dentro. Fora isso, já falei que amo filmes?

Comentários