Você sabe qual é a verdadeira cor do Sol?

Publicado em 30 de julho de 2016 | Por Elysandra Oliveira | Ciência

Da nossa perspectiva, o Sol tem uma cor amarelada ou avermelhada, principalmente quando observamos o nascer ou o pôr-do-Sol. Mas não se deixe enganar, meu jovem padawan.

gif_7(NASA-Divulgação)

Segundo o nobre cientista Isaac Newton, usando um prisma, podemos concluir que a luz solar é dividida em vários espectros de cores – as cores do arco-íris – e, quando misturadas, obtêm-se o branco.

O Sol emite radiação em vários comprimentos de onda e cada comprimento equivale a uma cor diferente, inclusive aquelas cores que nós não conseguimos observar a olho nu, como por exemplo, o infravermelho e os raios Gama. Ele parece amarelo pela mesma forma que para nós o céu tem a cor azul. A atmosfera da Terra serve como uma espécie de filtro, fazendo com que determinados espectros que formam a luz solar não cheguem até nós.

O pico das emissões solares se situa na zona espectral que nós chamamos de visível. Na verdade, nossos olhos evoluíram desta maneira, privilegiando essa determinada faixa eletromagnética, e dentro da faixa espectral visível, onde está o pico de emissão? Na cor amarela? Lógico que não!

Estas medidas de comprimento de onda se equivalem respectivamente em cor verde e azul. A mistura de todas as cores, com exceção da azul, resulta em um tom amarelo. O amarelo do Sol só não é mais pronunciado porque uma porção do azul é transmitida. Isso dá ao astro seu aspecto um pouco mais esbranquiçado.

 
118 (2)Pôr-do-Sol na cidade de Manaus

Mas por que o Sol tem várias cores durante o dia ?

É interessante dizer que todo esse maravilhoso espetáculo diário de cores é obra direta da nossa atmosfera. Sem ela, teríamos um céu negro apenas com uma bola luminosa, e as estrelas visíveis em pleno dia.

Na realidade, essa é a visão do céu que temos a 16km de altura, na qual a atmosfera é bastante rarefeita. As variações de componentes na atmosfera são responsáveis pelas diferentes colorações do céu. Por exemplo, quando nela há muita poeira ou vapor d’água, as radiações de frequências mais baixas também são espalhadas e o céu torna-se mais esbranquiçado.

O laranja também se torna ressaltado quando o amarelo e o laranja vão sendo sucessivamente enfraquecidos em nossa direção. Essa luz reflete nas nuvens mais baixas e nas partículas de poeira em suspensão próximas à superfície da Terra, proporcionando-nos aquele indescritível espetáculo do pôr-do-sol!

solarium(NASA-Divulgação)


Sobre o Autor

é professora, pesquisadora, sucessora das cátedras de Einstein e Darwin. Rompeu as barreiras do pálido ponto azul e em sua Time Machine transcende o tempo-espaço desvendando os paradoxos interdimensionais.

Comentários