Um guia fácil para ver o eclipse solar em Manaus | Ciência em Pauta

Publicado em 15 de agosto de 2017 | Por Yara Laiz Souza | Ciência, Ciência em Pauta, Colunas

Dia 21 de agosto a partir das 15h Manaus será agraciada com a visão de um eclipse parcial do Sol, que atingirá uma visibilidade máxima de 21,1%. Esta será a nossa vez de ver este incrível fenômeno natural, uma vez que no primeiro eclipse solar deste ano a região Norte do Brasil não foi agraciada com a visão. Uma faixa dos Estados Unidos irá ver o eclipse de forma completa.

O eclipse solar ocorre quando há um alinhamento entre o Sol, a Lua e o Planeta Terra. Dependendo da nossa posição geográfica no momento do alinhamento somos capazes de ver o elipse em diversos estágios. Na região Norte e Nordeste do Brasil, este segundo eclipse será bem visto. O destaque da região Norte ficará para o Macapá, que terá uma visibilidade de 40.9%. Em seguida vem Belém com 38,8% e Boa Vista com 37,9%.

Lista de visibilidade do eclipse solar nas regiões Norte e Nordeste do Brasil (Fonte: Nerd Professor)

Gif simulando o eclipse solar que irá acontecer no dia 21. Uma faixa dos EUA irá ver o fenômeno em sua totalidade (Fonte: NASA)

Sempre há muitas dúvidas sobre como ver o eclipse solar, mas o principal conselho é: não olhe diretamente para o Sol, nunca! Você pode machucar seus olhos e ficar com cegueira temporária ou permanente. Para esclarecer outras dúvidas, a American Astronomical Society (AAS) preparou um PDF para não falantes de inglês com informações gerais que você pode conferir clicando aqui.

O QUE NÃO FAZER PARA VER O ECLIPSE:

– Não olhar diretamente para o Sol;

– Não utilizar óculos de Sol para ver o eclipse;

– Não utilizar telescópios, binóculos e câmeras fotográficas sem filtros especiais para o Sol;

– Não utilizar documentos de Raios-X para visualizar o eclipse.

O QUE FAZER PARA OBSERVAR O ECLIPSE:

– Olhar para o Sol apenas com óculos especiais de eclipse (indisponíveis em Manaus);

– Utilizar telescópios, câmeras fotográficas ou binóculos apenas com filtros de proteção solar;

– Olhar diretamente para o Sol apenas em eclipses de totalidade (o que não acontecerá em Manaus);

– Utilizar alguma forma alternativa segura.

 

Veja duas formas bem fáceis de ver o eclipse com segurança:

 

FORMAS ALTERNATIVAS PARA VER O ECLIPSE SOLAR

  1. Construa uma câmera de Pinhole.

(Adaptado do inglês)

Essa forma é bem interessante para ver o eclipse – e você ainda faz um lanche. Atenção para os materiais:

– uma caixa de cereal;

– um pedaço de papel alumínio;

– tesoura;

– alfinete ou um prego fino;

– cola branca ou fita adesiva;

– um pedaço de papel cartão branco ou cartolina branca (opcional, pode ser de outra cor).

Você vai abrir um dos lados da caixa de cereal e recortar um pedaço da cartolina ou papel cartão exatamente do tamanho do fundo. Coloque o pedaço de cartolina ou papel cartão com um pouco de cola ou fita adesiva para ficar firme. Esse será o seu projetor.

(Créditos: http://hilaroad.com)

Em seguida, corte duas aberturas no lado que abriu a caixa. O resto da caixa que sobrou você fecha. Para ficar mais firme pode passar um pouco de fita adesiva.

(Créditos: http://hilaroad.com)

Em uma das aberturas que você cortou, coloque um pedaço de papel alumínio que feche completamente a abertura. Utilize uma fita adesiva para ficar bem firme.

(Créditos: http://hilaroad.com)

Com o alfinete ou prego fino, tente encontrar o meio do papel alumínio e faça um furo. Faça com cuidado para não amaçar ou rasgar o papel alumínio e não ter que repetir o processo anterior.

(Créditos: http://hilaroad.com)

Para ver o eclipse: fique de costas para o Sol e tente posicionar o furo na direção do Sol. Isso vai parecer um pouco difícil mas não é impossível. Tente até encontrar uma posição para ver, dentro da caixa, um facho de luz que irá ficar com uma parte escura a medida com o eclipse acontece. Agora é só aproveitar o fenômeno!

(Créditos: http://hilaroad.com)

Dica: Há uma forma de fazer com uma caixa maior. Veja neste PDF da NASA sobre atividades para crianças com o eclipse solar.

  1. Utilize papel cartão ou cartolina para ver o eclipse solar com mais pessoas.

(Adaptado do inglês)

É basicamente o mesmo princípio do anterior. A diferença é que você não irá precisar da caixa de cereal.

Corte dois quadrados aproximadamente do mesmo tamanho de papel cartão ou cartolina. Um pedaço você deixa no chão para ser o seu projetor.

(Créditos: JPL/NASA)

Com o outro pedaço de sobrou, recorte um quadrado e cole um pedaço de papel alumínio. Fixe com a fita adesiva ou um pouco de cola.

(Créditos: JPL/NASA)

Com o prego fino ou alfinete faça um furo no meio do papel alumínio, com muito cuidado. Caso não tenha um papel alumínio, não recorte o quadrado no papel cartão ou cartolina. Faça o furo diretamente no papel.

(Créditos: JPL/NASA)

Para ver o eclipse, fique de costas para o Sol. Ajuste o furo em direção ao Sol colocando o papel na altura da cintura. No papel que está no chão, um círculo iluminado será visto e ficará escurecido conforme o eclipse acontece.

(Créditos: JPL/NASA)

  1. Veja online!

A NASA irá transmitir o eclipse no seu canal do YouTube. Para assistir, inscreva-se no canal e ative o sininho para ser avisado.

Também haverá uma transmissão via page oficial da NASA no Facebook. 

  1. Baixe o NASA’s Eyes

(Créditos: NASA)

A NASA tem um programa para desktop gratuito em que você possa ver uma simulação real do eclipse e imagens de várias missões. O programa é bem leve e o download você faz clicando aqui.


Sobre o Autor

amazonense, estudante de Ciências Biológicas, divulgadora científica e faz-tudo da internet (texto, artigo, hangout, video). Saganista, aprendiz de Neil deGrasse Tyson, poeira estrelar fã do Benedict Cumberbatch. Não traz o seu amor em sete dias, mas fala sobre Ciências 24h por dia.

Comentários