Thordezilhas: conheça esse tesouro do RPG nacional | Imagine Dragões

Publicado em 1 de agosto de 2017 | Por David Dornelles | Colunas, Imagine Dragões, RPG

Olá, marujos! A publicação de hoje é bastante especial para mim. É algo que me traz nostalgia ao mesmo tempo em que me empolgo para possibilidades futuras. Com muita alegria, anuncio que é chegada a hora de navegar, pilhar e desbravar Thordezilhas! Desde 31 de Julho de 2017, começou a pré-venda de um cenário nacional rico em história dentro e fora da mesa.

O que é Thordezilhas?

Thordezilhas é um livro sobre aventuras e explorações de continentes perdidos, tesouros gloriosos e batalhas navais. Inspirado em obras como “O Conde de Monte Cristo”, “Os Três Mosqueteiros” e “Piratas do Caribe”; Thorderzilhas traz um cenário rico a ser explorado pelo Mestre e pelos Jogadores, com muita ação e intriga. Vencedor do concurso “Seu Mundo na Redbox”, Thordezilhas: Sabres & Caravelas apresenta novas regras, como para batalhas navais e construção de embarcações, novas raças e continentes repletos de ganchos de aventura. Carregue seu mosquete, prepare sua tripulação e se lance aos mares tenebrosos em busca de glória, fama e riquezas!

Um mundo em uma caixa vermelha

Anos atrás, a Redbox editora criou um concurso cultural propondo a publicação de um cenário autoral. Luiz Cláudio Gonçalves, professor, mestre em artes marciais e, inegavelmente, um dos caras mais bacanas que conheci na comunidade de Old Dragon, foi o vencedor do concurso, compartilhando com todos o mundo que ele criou para presentear a esposa. A própria editora surpreendeu o público na hora da decisão já que muitos aguardavam qualquer outra coisa.

Pensando fora da Caixa

Estamos cercados de cenários de Fantasia Medieval e quase sempre vemos em jogo a mesma luta do bem contra mal e os cavaleiros enfrentando dragões. Acredite em mim, eu amo tudo isto, mas tendo obras como “Zorro”, “Os Três Mosqueteiros”, “O Conde de Monte Cristo” e “Piratas do Caribe”, eu me pergunto por que raios há certa resistência para novas abordagens nos jogos de Fantasia. Thordezilhas não apenas dá suporte ao gênero Capa & Espada, como também para outros estilos, como intrigas palacianas, romance, espionagem, conspirações e mesmo terror gótico, atraindo tanto os fãs da simples e célebre exploração de masmorras, no melhor estilo Old School, até jogadores apaixonados pela complexidade de obras como “Game of Thrones” e “Castelo de Otranto”.

Meu carinho pelo cenário

Como já falei, Thordezilhas é um cenário amplo e uma clara referência ao nosso próprio mundo. Além de infinitas possibilidades de aventuras, o cenário também traz temáticas interessantes como conflitos ideológicos e preconceito racial. Tudo isso possibilita um enredo maduro e dramático que transcende os combates frenéticos e o acumulo de pontos de experiência. Mais que isso, há uma chance de vivenciar experiências intensas e reais para aqueles que estiverem dispostos.

Um pequeno relato de uma experiência real

Era sábado, fim de tarde, faltavam apenas alguns dias para eu embarcar em um avião com uma passagem só de ida para bem longe de Manaus. Estávamos jogando por quatro horas até que eu dissesse “e assim encerramos a sessão de hoje”. As coisas definitivamente não saíram como planejado, houve mudanças em relação a quem jogaria e no próprio rumo da aventura que eu havia planejado. Usei não mais do que eu sabia sobre Thordezilhas, graças as informações dispostas pela internet e algumas conversas com o autor e mestrei uma one-shot ambientada em algum lugar do Novo Mundo. Acredito que jamais me esquecerei de um ébano corajoso chamado Sagramor e um mago bêbado vulgarmente chamado de Zitri, da conversa entre um puck carismático chamado Pyr e um farsante conhecido como Bill Smith, o Contente e do encontro de Nami com uma criatura colossal com um olho só em meio à Selva. Para além disso, tenho planos de um dia ter meu próprio navio e navegar ao lado de pessoas que amo.

Bom, se isso foi o bastante para você querer navegar por essas águas não deixe de aproveitar a pré-venda aqui. No mais, o que posso dizer é até breve e obrigado pelos peixes, ahoy!


Sobre o Autor

está do lado de Aslam, mesmo que não haja Aslam. Quer viver como um narniano, mesmo que Nárnia não exista.

Comentários