Samurais x Ninjas: quadrinista amazonense participa de publicação nacional

Publicado em 14 de agosto de 2015 | Por Juçara Menezes | Entrevistas, Manaus, Quadrinhos

Os samurais são a tradição, a busca pela perfeição e o caminho da honra. Os ninjas são a astúcia, donos dos segredos e mistérios das sombras. Em mundos orientais verdadeiros e imaginários, os seus embates sempre serão lendários. Cada um de um lado, a batalha vai começar.

Samurais x Ninjas é a coletânea da Editora Draco que reverencia a tradição japonesa. Desde a história milenar à cultura pop que dominou o mundo, elegemos esses poderosos símbolos para ilustrar essa paixão. Organizada por vários gaijins com espírito nipônico, o Amazonas se orgulha de ter Carol Peace  entre os que atenderam ao chamado para percorrer o caminho dos guerreiros.

Carol falou com o Mapingua Nerd com exclusividade sobre seu conto publicado na coletânea. Ela nos conta que, quando se pensa em ninjas ou samurais, qualquer ser humano relembra o feudalismo japonês. Mas algumas pessoas têm ideias melhores. Confira a entrevista com a nossa quadrinista.

 

Mapingua Nerd – A gente sempre começa pela pergunta mais básica. Como veio a peixão pelo desenho? Desde quando você se descobriu amante da nona arte?

Carol Peace – Eu desenho desde sempre praticamente. Minha mãe me conta que eu mal conseguia andar e já estava pegando em lápis. Ou seja, minha primeira comunicação com o mundo foi via desenho.

mapingua-nerd-carol-peace

Digam oi para a Carol Peace.

 

Mapingua Nerd – Ah, é um talento nato…

Carol Peace – Que nada, eu trabalho duro mesmo. Não há talento sem 99% de suor envolvido.

Mapingua Nerd – E é sempre assim que a gente chega lá.

Carol Peace – Concordo. Com a escrita não foi diferente. Eu já lia (de verdade mesmo, palavras e tudo) antes de fazer alfabetização.

Mapingua Nerd – Nerdice de família?!

Carol Peace – Aqui a nerdice está no sangue. O primeiro filme que meu pai me apresentou foi Star Wars. Depois, quando eu estava mais velha, ele me apresentou o filme que é meu favorito: Blade Runner, que inclusive é uma das inspirações para o meu conto. Minha mãe é professora e sempre apoiou muito nisso de ler, principalmente quadrinhos e Sci-Fi.

Mapingua Nerd – Conte-nos um pouco mais sobre Samurais x Ninjas.

Carol Peace – Então, meu conto não é sobre Samurais e Ninjas do jeito óbvio. É uma distopia com vários pontos de cyberpunk. Talvez por isso tenha conseguido galgar um lugar nessa coletânea da Draco, que juntou vários autores de vários locais do Brasil (a maior parte do sudeste, sou a única representante do Norte) para escrever sobre samurais e ninjas.

Mapingua Nerd – Não é um tema realmente muito óbvio. Como pensou nele?

Carol Peace – Eu escrevo Sci-Fi e pensei “por que não?”. Todo mundo espera Samurais e Ninjas no Japão feudal, certo? Eu não quis ir pelo caminho mais fácil. Tornar Samurais e Ninjas algo incluso em Sci-fi é uma coisa que já foi feita antes, mas eu queria pisar um pouco mais fundo nisso e me decidi por fazer uma distopia em que o mundo de Mirai Nihon (O Japão do Futuro, literalmente) é dominado por uma grande corporação que criou os Samurais de Aço para conter a população.

Mapingua Nerd – Com tudo ‘junto e misturado’, onde se passa o conto?

Carol Peace – O conto se passa na distópica cidade de TK2K (que é o nome do conto, inclusive), a Tokyo 2000, um lugar destruído em que as pessoas são criadas para servir o sistema corporativo. O personagem principal (que não tem nome, apenas um número de identificação) se vê a mercê desse sistema que irá destruí-lo. E daí que eu começo (o resto seria spoiler contar), hehe. Definitivamente não é a história padrão de Samurais.

Mapingua Nerd – O que veio primeiro: a história ou a publicação da Draco?

Carol Peace – No princípio havia o conto. E aí teve este concurso literário e minha estória foi selecionada porque se encaixou no que eles procuravam.

Mapingua Nerd – Tem noção de quantos concorrentes?

Carol Peace – Não tenho, mas em geral eles recebem muitas inscrições, algo por volta de 100-200.

Mapingua Nerd – É bastante. Desculpa, mas quantos anos você tem? É a sua primeira publicação?

Carol Peace – Tenho 28 anos e esta é a minha primeira publicação oficial, mas já publico Webnovels há alguns anos.

Mapingua Nerd – E aonde publica? Eu, aos 36, não sei desenhar nem casinha 😛

Carol Peace Pelo tumblr e também tenho uma fanpage: Writer. Indie author. Self-publishes books. Knows many things. Never sleeps.

mapingua-nerd-samuraixninjas

A capa de Samurais x Ninjas.

Mapingua Nerd – E como ficou sabendo que foi publicada?  Qual a sensação?

Carol Peace  Eu fiquei bem feliz. Soube no ano passado e já sambei muito, haha.

Mapingua Nerd – Huahuahua mas tem que ser, olha já! E a publi já saiu? Vai vir para Manaus? Como podemos  comprar?

Carol Peace – Pretendo fazer tarde de autógrafos, mas estou sem previsão de quando irá rolar. Podem comprar comigo direto na fanpage, que já entrego autografado. Também é possível comprar pela amazon e site da Draco.

Mapingua Nerd – Algum recado pro povo nerd manauara?

Carol Peace Não consuma só o que está vindo lá de fora, do exterior ou de outras cidades do Brasil. Tem muito material bom aqui mesmo na cidade de Manaus, procure que você acha! 😉


 


Sobre o Autor

da Casa Menezes, a primeira de seu nome, Protetora do Norte e dos Nerds Oprimidos. Jornalista, mãe, esposa. Desde criança tem uma paixão nada secreta pelo Cebolinha. É vice-presidente do Conselho Jedi Amazonas. Líder Suprema (presidente) do fã-clube Lado Rio Negro. Com um amor incondicional de Darth Vader, sempre carrega um par de meias sujas na mochila para libertar elfos domésticos.

Comentários