Entrevista com Anísio Mello Junior – Vocalista da abertura de Dragon Ball Z (e várias outras)

Publicado em 24 de Março de 2017 | Por Bruno Graça | Anime e Mangá, Artes, Entretenimento, Entrevistas, Música, Séries

Cantor, produtor, compositor, contrabaixista, atuou musicalmente em várias séries famosas (que você já assistiu) como Doug (Disney), O Fantástico Mundo de Bob, Hey Arnold e Dragon Ball. Além de encontrar um tempinho para tocar com bandas de animes e até blues… E você aí reclamando sobre falta de tempo para realizar as suas tarefas de casa! Senhoras e senhores: Anísio Mello Júnior.

Antes de tudo

O musicista iniciou sua carreira na música em 1972, com os primeiros estudos no piano, mas somente em 1981 começou a carreira profissional. “Sempre amei música, literatura e artes em geral, mas no início pensava em outras áreas, como jornalismo, arqueologia e diplomacia, tanto assim que acabei me formando em Comunicação Social, com especialização em Rádio e Televisão”, revelou. “Porém, no decorrer do tempo, estudei contrabaixo e canto, além de ter atuado por oito anos no teatro”.

Primeiros trabalhos com desenhos

Em 1995, o musicista conheceu as pessoas certas e teve a chance de trabalhar como diretor musical em um dos estúdios mais respeitados do Brasil. “Na época fui apresentado aos senhores Michael e Alan Stoll, proprietários da Álamo, e já meu primeiro trabalho produzindo para eles foi uma versão da música de ‘O Fantástico Mundo de Bob’ (vídeo abaixo), que gravei no próprio estúdio da Álamo”, revelou.

Anísio acabou ficando quase 11 anos na empresa (1995-2005), onde produziu quase 600 versões tanto para televisão como para vídeo e cinema, onde fez de Bob Esponja a Pinocchio.

Do original para português

De acordo com o artista, as músicas que chegavam para ser localizadas em português vinham ao estúdio, geralmente, com a voz original separada do instrumental. “Em 90% dos casos, os clientes já forneciam essas duas faixas separadas, porém quando não tinha essa distinção, refazíamos também o arranjo musical, respeitando sempre o original”, relatou.

Em relação às letras, contou que sempre houve muita liberdade no processo de transformação para o português e de composição de cada música. “As músicas não tiveram só uma tradução literal simples; existiu todo um processo onde se levou em conta as diferenças culturais e idiomáticas da língua original em relação ao português”.

A Saga Dragon Ball

Inclusive, Anísio é a voz que ouvimos nas mais populares sagas de Dragon Ball. Ele está na abertura “Fantástica Aventura” (vídeo acima) de Dragon Ball, que passava de manhã no SBT, na abertura “Temos a Força (We Gotta Power)” (vídeo abaixo) de Dragon Ball Z, e no encerramento “Garra no Coração (We were Angels)”.

Segundo ele, toda essa experiência com a série ajudava na hora de compor. “A experiência de gravar, tocar e criar versões é acumulativa. Então, quanto mais fazemos, mais recursos acumulamos para aplicar em favor dos próximos trabalhos”, afirmou.

Em tempo, a primeira abertura da série Z (Cha-La Head-Cha-La) foi interpretada pelo amigo de Anísio, o cantor Rodrigo Firmo, e teve a conversão em português pelo produtor Mário Lúcio de Freitas.

Tamanhos de música

Uma das dúvidas frequentes entre os fãs é porque as músicas não são gravadas em versões completas no Brasil. Ele explica que é porque as músicas já chegavam ao estúdio em formato reduzido. “As músicas vinham com formato TV Size, que variava de 60s a 1m40. Em alguns casos, a própria emissora se encarregava de diminuir ou simplesmente retirar trechos da música de encerramento ou abertura, como foi o caso da Rede Globo nos animes de Dragon Ball e Dragon Ball Z”, explica Anísio.  

Ele comenta ainda que, por conta dessas alterações, muitos fãs migraram para o canal pago Cartoon Network, onde viam a mesma animação em versão integral de abertura e encerramentos.

Atualmente, com a internet e o grande número de fãs, se tornou mais fácil encontrar versões completas em português das músicas pela rede, inclusive o Anísio fez isso com as músicas que interpretou das sagas de Dragon Ball, com direito a letra completa e tudo.

Amazonense de raiz

O artista é nascido em São Paulo, porém possui raízes no Amazonas, o que lhe rendeu muitas idas e vinda entre os dois estados. “Apesar de eu ter nascido em São Paulo, a maior parte da minha família é do Amazonas, tanto por parte de pai quanto de mãe, sendo ele natural de Itacoatiara e ela de Eirunepé”, contou. “Eu viajo pelo interior do Amazonas desde quando tinha 12 anos”, completou.   

Anísio ficou uma temporada de sete anos em Manaus, onde cuidou da saúde do seu pai. “Fiquei para cuidar do meu pai, o artista plástico e escritor Anísio Mello, que dirigia o Liceu de Artes do Amazonas, falecido em 2010. Além disso, tive um relacionamento que durou todo esse período de minha permanência. Retornei a São Paulo em dezembro de 2015”, relatou. No período que passou em Manaus, sempre que podia retornava a São Paulo, onde fica seu estúdio.

O próprio estúdio

Além da grande experiência adquirida, ser diretor musical da empresa de dublagem Álamo rendeu bons frutos a Anísio: permitiu que ele abrisse seu próprio estúdio, que, até então, vinha sendo utilizado apenas para ensaios e alugado para produções musicais.

“A ‘Mello Music, Fonografia, Dublagem e Som Ltda’ é uma empresa que foi aberta em 1998, três anos depois de eu ter iniciado meus trabalhos com a Álamo. A Mello tem experiência em desenvolver produtos para os segmentos de música instrumental, rock, jazz, heavy metal, pop, blues, pop, world music e música regional”, contou Anísio.

De acordo com o artista, entre os trabalhos realizados pelo estúdio estão produções musicais, pré-produção, ensaios, arranjos, arregimentação de músicos e profissionais, criação de spots, jingles, vinhetas para publicidade, gravação, mixagem, masterização e transcrição de mídias.

Cantando solo

O artista atualmente realiza shows de anime pelo Brasil, em formato solo ou acompanhado por bandas locais, o que o levou a voltar a Manaus em 2012. “Vim para participar do Anime Jungle Party a convite do Leonardo Tamietti, realizador do evento, onde me apresentei junto com a banda Radio Clock, do Rio de Janeiro”, contou.

Cantando juntos

Anísio associou-se a outros cantores oficiais e youtubers, nascendo assim o projeto “Anime Voices Brasil”. “Este projeto é inspirado pelo trabalho do grupo japonês ‘Jam Project’ e busca ir mais a fundo no universo dos animes e tokusatsus”, explicou.

Deste projeto fazem parte Marcelo Ginnari, Luciane Saraiva, Toninho Ghizzi (Black Kamen Rider, Flashman), Frank Henrique (InuYasha) e o próprio Anísio. Para ficar atualizado sobre o projeto visite a fanpage no Facebook e do canal do Youtube.

Nem só de animes…

Como um artista de vários estilos, Anísio está com outros projetos, de estilos bem diferentes. “Estou na ‘Blues Session Band’, que possui músicas autorais e clássicas do blues, e também no ‘Grupo Ginga Jazz’, de música instrumental brasileira, onde estamos finalizando a produção do nosso segundo CD”, revelou.  

Anísio possui uma fanpage no Facebook e um canal do youtube com informações sempre recentes do artista.


Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários