Peculiar gosto por medo | Pânico no Blog

Publicado em 14 de outubro de 2016 | Por Erlan Bindá | Cinema, Colunas, Pânico no Blog

Primeiro as coisas primeiras:

Quem vos escreve sou eu, Erlan, e cá estou estreando minha primeira coluna no blog. Talvez alguns de vocês não me conheçam bem, já que não faz parte da minha rotina escrever conteúdo para o site, mas acompanho quase tudo. O desejo por criar uma coluna sempre foi grande e agora ela finalmente está saindo do papel.

Aguardem, um dia serão mais duas.

Minha primeira coluna tem como objetivo compartilhar minhas experiências e pensamentos com meu gênero favorito do cinema, o terror.

OFF: Na competição pelo gênero favorito do Erlan estão também os musicais. Estranho, né? Gêneros tão distintos estarem equiparados como meus favoritos. Ainda me pergunto qual a conexão (se é que precisa).

O nome da coluna que lhes apresento hoje é “Pânico no Blog”, como homenagem a minha série de terror favorita. Como bom fã, tenho que divulgar e enaltecer minha franquia favorita: Pânico.

Ah! E caso não tenham entendido, essas frases em azul numa fonte menor são eu comentando meu próprio texto. :p

Acabando com o falatório inicial, vamos à primeira publicação!


Para começar a coluna, queria fazer uma lista – porque igual a todo brasileiro que se preze, eu adoro listas – com motivos para se gostar do gênero terror! Inclusive é legal falar que chegamos a discutir alguns desses pontos no Taverna #23 – Filmes de Terror.

Vamos aos motivos:

#1 São bons entretenimentos

Nem todo filme precisa ser conceituado, indicado ao Oscar, Grammy e viajar por mais e mais festivais. Às vezes o momento pede apenas um bom entretenimento e filmes de terror podem ser a solução.

Oportunidades para aquele filme que entretém o grupo são, por exemplo: os encontros em casa com os amigos (nada como pedir uma pizza e botar todo mundo em frente a TV para rir das decisões estúpidas dos personas ou gritarem com os aumentos repentinos do som), aqueles encontros podem ficar apimentados com a ajuda de um filme de terror já que você vai ter desculpas para abraçar mais forte a pessoa amada ou até um drinking game com os amigos (procure uma lista de clichês de filmes de terror – são MUITOS – e beba uma dose toda vez que um deles acontecer) que vai com certeza deixar todos bêbados.

Já vivi experiências muito agradáveis na lista acima. Assisti Invocação do Mal com amigas que morriam de medo de filme de terror e gritar junto com elas foi muito engraçado (não foram poucos gritos). Assisti com meus amigos Pânico 4 enquanto bebíamos vodka, sobrou quase ninguém em pé e rendeu piadas hilárias no filme, com tanto álcool estávamos dublando personagens – recomendável assistir ao filme antes ou depois para vivenciar a real experiência que o mesmo propõe.

#2 Tem exemplares muito bem feitos

É importante deixar claro que quem quer levar muito a sério, temos exemplares dignos de prêmios sim. Se Oscar é o parâmetro atual para você, é possível listar alguns filmes de terror que concorreram e ganharam o prêmio. O Silêncio dos Inocentes, A Profecia, O Exorcista e O Bebê de Rosemary são alguns desses que levaram prêmios técnicos e em roteiros e atuação.

  • Poxa, Erlan, só tem filme velho ganhando!

  • É 🙁

Bom, infelizmente sim, mas de longe significa que atualmente não são feitas boas obras no gênero. Próximas publicações da coluna vou citar alguns filmes recentes que curto muito. Wait for it. 😉

#3 Medo é um sentimento que nos prende a atenção

A princípio pode soar pouco racional assistir um filme que vai te fazer sentir medo e não vai te deixar dormir em paz à noite. A resposta do porquê você vai querer pular de susto é simples: é legal sentir tudo isso.

Quero dizer, não integralmente, mas o medo é um instinto básico do ser humano que nos faz ficar alerta e foi/é essencial para nossa sobrevivência. O medo libera adrenalina que nos faz ficar pilhado e nos faz ficar atento. Por isso quando um filme de terror cumpre seu papel, você mal consegue ver o tempo passar, você fica sem fôlego. E seu corpo gosta disso.

#4 Aprender sobre o ser humano

Eu sou um adepto do “não julgue os personagens de um filme de terror” e o motivo é sempre pensar se eu realmente faria a melhor escolha. Eu fico comparando com algumas situações na vida real e penso que poderia ser um desses babacas que são uns dos primeiros a morrer em um filme.

A verdade é que é legal refletir sobre decisões, quais as motivações e como a bagagem de vida de cada personagem reflete naquelas decisões. Já se perguntaram o porquê da personagem X se sacrificar pelo grupo, o porquê da personagem Y abandonar seus amigos ou o porquê da personagem Z ter grande determinação para lutar contra o perigo? Eu gosto disso.

Sem falar que o prato principal nisso tudo são os assassinos/serial killers. Quando bem feitos possuem uma história que reflete no perfil das vítimas, nas formas que matam, na mensagem que eles querem passar. Uma riqueza de informação que os tornam cativantes.

Gosto muito dessa temática e posso indicar alguns livros. Um bom papo com o Ayrton sobre o assunto também é recomendado.

#5 Esteja preparado para várias situações

Esse é o principal motivo da lista. Se preparar para os diversos perigos mortais que a sociedade pode nos proporcionar. Aqui por exemplo está o clássico “como sobreviver ao apocalipse zumbi”. Só que é importante lembrar que ser atacado por zumbis não é a única forma de ser morto nesse nosso mundo cruel.

Assistir O Abismo do Medo pode te ajudar a sobreviver caso fiquem presos em uma caverna. Assim na terra como no inferno pode te ensinar a fugir do inferno. Pânico pode te ajudar a sobreviver quando perseguido por um assassino. Invocação do Mal pode te ajudam a reconhecer atividades sobrenaturais ao seu redor. O Albergue te ensina que em algum lugar na Europa eles contrabandeiam turistas para a tortura (aí sempre bom ficar em uns albergues confiáveis). Jogos Mortais te ensina que melhor mesmo é valorizar sua vida antes que você tenha que cortar um olho fora em algum jogo. Premonição que se você enganar a morte, bom você tá lascado.

Viu? Puro aprendizado.

Está bom de tentar convencer vocês né? A verdade é que se você for assistir algum filme de terror, me convide. Curto pra caramba. 🙂

Fãs de terror e o que vocês acham? Que outros motivos vocês listam? E sobre o que vocês querem ler aqui? Digam se curtiram!

Sobre o Autor

Tô confuso se essa build é a certa.

Comentários