Lendas Amazônicas viraram pôsteres de cinema

Publicado em 22 de agosto de 2015 | Por Fernanda Brandão | Artes, Entrevistas, Galeria, Manaus

Tive a oportunidade de trabalhar ao lado do Daniel Figueira há alguns anos numa agencia de publicidade e, desde lá, o considero um dos Diretores de Arte mais fodões de Manaus. Conversei rapidamente com ele – inclusive vamos marcar aquele chopp, hein?! – sobre o projeto das lendas. Você pode conferir abaixo:

MN Oi, Daniel! Fala um pouquinho sobre o teu trabalho e formação para os nossos leitores te conhecerem melhor.

Daniel – Sou Diretor de Arte Master na Agência The White Publicidade onde estou há mais de 4 anos evoluindo junto com a empresa e aprendendo muito. Ainda não sou formado, mas tenho procurado me especializar cada vez mais no mercado onde atuo, seja através de viagens, participações em Workshops ou fazendo cursos. Hoje, estou no meu projeto final do Curso Sphere da N-Pix, o qual recomendo a todos interessados. Bom, é isso. Gosto muito do que faço, acho que esse é o segredo de todos os profissionais que conheço e que são considerados os tops do mercado.

MN E como foi que você teve a ideia incrível de criar a série de pôsteres com as Lendas Amazônicas?

Daniel – Essa idéia das lendas veio em uma conversa no trabalho com meus amigos de profissão sobre manipulação. Foi quando acendeu aquela luz na cabeça, rsrsrs… Sou fascinado pelo estado onde moro e tenho muito orgulho, sou feliz em ser desta terra. Temos uma riqueza grande de folclore e lendas, então eis que veio a pergunta/ideia “SE NOSSAS LENDAS FOSSEM VERDADE?”.

Quis retratar a pergunta em arte: se realmente existissem essas lendas, como seria nossa Amazônia? Foi ai que comecei o projeto sobre cada lenda. Fiz a primeira peça, que foi a da Cobra Grande, demorei quase 8 meses por falta de tempo mesmo rsrsrs… mas consegui concluir. Depois percebi a aceitação e que várias pessoas estavam compartilhando, comentando nas redes sociais… Achei muito legal! 

Quando viajo para participar desses cursos e Workshops, sempre falo que sou Amazonense e as pessoas comentam sobre esse cartaz, que viram em algum site ou rede social. Quando digo que fui eu quem fiz, cara é muito bom… A sensação de saber que chegou longe, nunca imaginei isso. Até hoje, pessoas falam sobre, ou seja, quase dois anos atrás, a peça da Cobra Grande foi uma das eleitas como Manipulação do Ano por um site especializado em manipulação de imagem. Receber essa noticia foi prazeroso! 

MN Deixa um recado para os ilustradores que estão começando.

Daniel – Um recado que posso deixar para quem está começando é o seguinte: “Gostar do que faz é essencial”. Não interessa a área (Ex: Se um médico gosta do que ele faz, te garanto que ele vai ser uns dos melhores médicos), isso acontece em qualquer uma. Outra coisa: “Nunca pense que você não vai conseguir, sempre pense positivo. Não interessa se ainda não é um Leonardo da Vinci, mas se você quer ser igual, você será! Tudo depende do seu esforço. Nunca desista, mesmo se não foi a melhor arte que você já fez, mas com FOCO, DEDICAÇÃO, ESTUDO e HUMILDADE SEMPRE, você vai longe!

MN – Obrigada, viu, mocinho? E parabéns pelo trabalho. Tenho muito orgulho de dizer que você cresceu muito durante esse 5 anos que nos conhecemos. Continua assim que o seu talento já está mais do que provado.

Se você quiser ver um pouco mais do trabalho dele, é só clicar aqui

Confira os cartazes incríveis das nossas lendas. Nem preciso dizer que o Mapinguari é o meu favorito, né?

Mapingua Nerd - Boiuna

 

Mapingua Nerd - Mapiguari

 

Mapingua Nerd - Curupira

 

Mapingua Nerd - Caipora

 


 

Sobre o Autor

é especialista em Artes Visuais, Publicitária e Editora. Também é uma dos fundadores do Mapingua Nerd. Escreve menos do que gostaria e torce pelo Holyhead Harpies.

Comentários