It: O filme além do terror | Spoiler Pipoca

Publicado em 21 de setembro de 2017 | Por Ayrton de Oliveira | Colunas, Spoiler Pipoca

Eu faço parte das pessoas que nunca tinham assistido ou lido It. Esse livro é um dos grandes e incontáveis clássicos de Stephen King, o autor que sempre está sendo adaptado para o cinema. A explicação pela qual eu nunca me interessei por It é que: eu tenho muito medo de filmes de terror.

Ainda lembro quando anunciaram o remake de It e, como sempre, teve muita gente que falou mal dizendo que esse filme seria desnecessário. Também lembro a primeira vez em que vi o visual do novo Pennywise, fiquei completamente arrepiado e comecei a aceitar a ideia de que esse seria um bom filme. Eu não assisti a nenhum trailer de It, mas fiquei no hype quando vi que o filme estava perto de estrear e, uma semana depois da estreia, tomei coragem e fui assistir o filme no cinema.

Um dos fatos de eu ter gostado tanto do filme foi que o filme não me deu tanto medo assim, outro fato é que os sustos foram bem previsíveis, então dava pra fechar os olhos e começar a rezar se preparar para não levar um susto e ficar gritando na sala de cinema.

It é um bom filme de terror, em uma de suas cenas mais incríveis, vemos litros e litros de sangue se espalhando por toda a tela, fica lindo de se ver. O que eu mais gostei no filme inteiro foi a interação das crianças, o que fez o filme ser uma incrível história sobre amizade. Nesse Spoiler Pipoca, vou focar nas crianças do filme que fizeram It ser tanto um filme de aventura quanto um filme de terror.


Apenas crianças enfrentando o mal

Por muitas vezes eu me senti assistindo a um filme de aventura no qual as crianças querem salvar a cidade do mal, e o filme faz exatamente isso. Durante o filme, conseguimos ver que as crianças são as únicas que se importam com o que anda acontecendo, notei a presença de poucos adultos no filme e os adultos presentes eram personagens problemáticos, que tentavam proteger seus filhos de maneiras que julgavam certas, porém eram extremamente erradas.

A minha cena preferida do filme, a cena da “guerra de pedras”, que mostrou o quanto é simples para uma criança enfrentar o mal. Basta você ver algo errado, se posicionar para a batalha e começar a atirar pedras nos malvadões. Sensacional!


Amizade maior que tudo

Logo na primeira cena em que os protagonistas aparecem já conseguimos criar uma baita conexão com as crianças, vemos os amigos andando pela escola e se preparando para as férias de verão. Bill, Richie, Eddie e Stanley são amigos de longa data e conversam sobre como vão passar as férias, o que vão aprontar e todas as suas preocupações. 

Durante o filme, Ben, Beverly e Mike se tornam parte do Clube dos Perdedores e a amizade se torna maior. As crianças se reúnem para brincar e se divertir, mas passam por momentos sérios também, como a cena em que revelam seus medos e como o palhaço Pennywise se manifestou para assustar cada uma delas. 

Outra cena espetacular é a cena em que o Clube dos Perdedores entra no quarto de Ben e todos ficam encantados com a quantidade de informações que o menino tinha pesquisado e colado em suas paredes. Enquanto olham os textos que estão nas paredes de Ben, Beverly fecha a porta e revela que Ben também tinha um pôster da boy band New Kids on The Block pregado na porta. O menino fica envergonhado e pede para que Beverly não revele seu segredo e a moça concorda com um sorriso.


Amor de irmão

Os momentos mais emocionantes do filme são aqueles em que vemos o quanto Bill sente falta de seu irmão, George, que foi morto por Pennywise. O rapaz se recusa a aceitar o que aconteceu com o irmão, pois diz que George está desaparecido, não morto. Bill sente uma tremenda saudade do irmão que tanto amava, em uma das cenas podemos ver que o pai dos garotos já aceitou a morte de George e que está seguindo em frente junto a mãe.

Bill é uma das chaves principais para esse filme de terror cheio de elementos de aventura. O garoto reúne o Clube dos Perdedores para irem atrás de George, e mais tarde volta a reunir o clube para matarem o palhaço Pennywise. 


It é um ótimo filme, pretendo ler o livro pois me interessei bastante por esse universo criado por Stephen King. Durante os créditos finais, senti uma pequena melancolia com a música que tocava nos créditos e comecei a imaginar como as crianças iriam se sentir depois de passar por tudo aquilo que passaram, pois reuniram coragem para enfrentar um palhaço demoníaco, viram a morte de perto, e puderam ver medo e tristeza misturados. Certamente It se tornou um dos meus filmes de terror preferidos, cumpre tudo o que um filme de terror deve ser e consegue ir muito além disso.


Sobre o Autor

Apaixonado por filmes, costumo ser o Batman nas horas vagas e San Junipero até às 00:00. Sou fascinado por Doctor Who, queria ter uma caixa azul maior por dentro e o fogo anda comigo. Fora isso, já falei que amo filmes?

Comentários