Futebol Americano, um esporte mais nerd do que você imagina

Publicado em 29 de janeiro de 2016 | Por Alberto Carvalho | Eventos, Manaus

O Super Bowl 50 está chegando. É de longe o maior evento esportivo dos Estados Unidos e são nos intervalos dessa partida que grandes trailers, propagandas e campanhas são lançadas. Sem contar com o show do intervalo, que é de fato um super espetáculo. O palco é montado e desmontado em poucos minutos, sem afetar o campo. Mas e o esporte em si? Há quem diga, equivocadamente, que é um esporte violento, onde o intuito é machucar o adversário. Estão muito enganados.

O Futebol Americano de fato possui certa brutalidade, mas me diga: qual esporte de contato não possui? Se você passa a entender a mecânica do jogo, vai entender que ele é mais cerebral do que parece. Então deixa eu tentar esclarecer isso para você.


Objetivo e algumas regras

O objetivo é bem simples. O time que está atacando deve chegar com a bola até a End Zone do time adversário, fazendo assim o Touchdown. Para chegar ao outro lado do campo, o time atacante possui 4 tentativas, também conhecidas como downs (descidas) para alcançar 10 jardas, ao consegui-la os downs se renovam.

O jogo possui regras, portanto se estas são violadas, faltas são marcadas. Aqui vão algumas:

Para derrubar um jogador que está com a bola e assim interromper a jogada, o jogador de defesa deve realizar o tackle. Este não pode ser realizado com o capacete diretamente no capacete do adversário, pois o risco de lesão grave é alto, nem pode ser feito do joelho para baixo nos chamados Cut Blockings.

Da mesma forma, a mão nas grades do capacete do adversário é proibida e até malvista pela NFL pois a ação pode causar sérias lesões ao pescoço e, por conseguinte, à coluna.

Mas e a parte cerebral?

Além de muito físico, o esporte é altamente estratégico, onde um detalhe errado pode levar à perda da partida. Vamos começar falando sobre algumas jogadas e suas semelhanças com táticas de guerra.

Quando os jogadores de defesa, tanto defensive line (alinham-se na linha de Scrimmage), quanto linebackers (um pouco atrás da DL), saem todos de uma para atacar o Quarterback temos uma jogada chamada Blitz. O nome tem origem nas chamadas blitzkriegs que eram táticas de ofensiva rápida e furtiva no qual o exército alemão, durante a Segunda Guerra, mobilizava várias tropas para atacar um ponto específico do território inimigo

blitz

Falando em Quarterback, esse é o principal jogador de ataque, responsável por repassar as jogadas definidas pelo coordenador para o restante do time, e é muitas vezes chamado de general em campo. Ele deve ser muito inteligente, pois ao observar algo em campo que o coordenador não viu, ele deve alterar rapidamente a jogada, essas “jogadas de última hora” são conhecidas como audibles. Esse vídeo mostra um pouco do trabalho de um dos maiores QB’s de todos os tempos, Peyton Manning, utilizando os audibles.



E quando é que acontece o chute?

Ele pode ocorrer em duas ocasiões. Primeira: se o time atacante realizou o touchdown, que vale 6 pontos, ele tem direito a chutar a bola no Y e conseguir mais um ponto. Quem realiza essa função é o kicker. Nessa temporada tivemos o brasileiro Cairo Santos, do Kansas City Chiefs, desempenhando essa função com maestria.

Segunda: quando o time não consegue avançar as dez jardas na três primeiras tentativas, é preferível dar um chute a tentar uma quarta descida. O chamado punt tem o objetivo de mandar a bola para longe do seu campo, desse modo o time adversário terá que começar a campanha de onde a bola parar. Entretanto, se o time estiver próximo o suficiente do Y, ele pode tentar o chute direto nas balizas e conseguir o field goal que vale 3 pontos.

O mais legal é que de vez em quando os times realizam o fake punt. Eles fingem que vão chutar a bola e acabam fazendo uma jogada para alcançar as jardas que faltam para renovar as descidas. Isso é mais comum na liga universitária, pois os times podem arriscar muito mais.


Achou interessante? Gostaria de praticar? Tenho uma boa notícia para você. Manaus conta com 7 times de futebol americano que treinam e competem regularmente. Um deles, o Manaus Cavaliers, está com inscrições para seu tryout para esse fim de semana. No dia 30/01, no campo da Universidade Nilton Lins, ocorrerá a seletiva para novos jogadores, as inscrições custam apenas R$10.

cavs

A pré-inscrição está neste link: https://www.facebook.com/groups/1508151719487333/

 

 

 

Sobre o Autor

Louco por filmes e apaixonado por rabanadas

Comentários