Evento em Manaus vai debater grandes mulheres da História

Publicado em 16 de junho de 2017 | Por Thais Imperatrice | Eventos

Platão. Leonardo da Vinci. Charles Darwin. Dom Pedro I. Albert Einstein. Zumbi dos Palmares. Neil Armstrong. Você provavelmente conhece a maioria dos nomes listados acima, talvez todos eles. Mas o que você sabe sobre Hipácia, Marie Curie, Ada Lovelace, Dandara, Maria Quitéria ou Valentina Tereshkova?

Na vida escolar e na mídia, aprendemos sobre grandes ícones da história da humanidade, seja nas artes, na ciência, e até mesmo na guerra, mas raramente percebemos como a grande maioria dos ícones sobre os quais aprendemos é composta por homens.

Para desmistificar a ideia de que as mulheres não têm a mesma participação que os homens em feitos inéditos e revolucionários, o Instituto Mana, em parceria com a Livraria Saraiva, realiza no próximo domingo o evento “Mulheres na História”. Na primeira edição do evento, que será realizado mensalmente, a discussão será sobre as mulheres que lutaram pela liberdade e voto feminino, com exibição parcial do filme As Sufragistas, de 2015.

 

 

O Filme

Com Carey Mulligan, Helena Bonham Carter e Meryl Streep no elenco, As Sufragistas conta a história da jovem Maud Watts e sua recém-formada relação com o movimento feminista no início do século XX, com a intensificação dos protestos em prol do direito ao voto feminino. Apesar da pressão de família e amigos para que retorne para sua antiga vida de submissão, ela decide que irá fazer os sacrifícios que forem necessários para seguir em frente e lutar pelo que acredita.

 

 

As Sufragistas da Vida Real

O movimento sufragista, originado no período de urbanização e industrialização em meados do século XIX, tinha como objetivo a concessão do sufrágio (direito ao voto) às mulheres, algo que nunca havia sido permitido desde as civilizações mais antigas de que se tem conhecimento. Quando as mulheres da Inglaterra saíram do campo para trabalhar nas fábricas, passaram a ter mais consciência de seus direitos e sua participação na sociedade. Tais reivindicações se espalharam e chegaram até os Estados Unidos, onde o movimento também ganhou força. Curiosamente, o primeiro país a permitir o voto feminino foi a Nova Zelândia, em 1883.


Serviço

O quê: Evento Mulheres na História
Onde: Espaço Thiago de Mello – Livraria Saraiva – Manauara Shopping
Quando: 18 de junho

Horário: 15:00


Sobre o Autor

é formada em Letras - Língua Inglesa, lê compulsivamente sobre qualquer coisa e é a rainha das informações aparentemente inúteis. Obcecada por Harry Potter, astronomia, ficção científica, Harry Potter, séries de investigação e mistério, Harry Potter, filmes existencialistas e qualquer coisa que a faça pensar demais. Ah, e Harry Potter também.

Comentários