Estamos apaixonados pelos itens em biscuit que essa garota faz

Publicado em 27 de setembro de 2017 | Por Maria Cecília Costa | Artes, Moda & Estilo

O biscuit, também conhecido como porcelana fria, é bastante associado a uma matéria-prima para artesanatos um tanto quanto óbvios feito por senhorinhas. E, muitas vezes, essa associação não corresponde ao talento de suas artesãs e da qualidade de suas obras, que não são lá muito reconhecidas pelos mais jovens. E foi unindo técnicas de modelagem em biscuit e referências da cultura pop que nasceu a loja Biscoisas.

Fundada pela estudante de jornalismo Letícia Misna, as obras da Biscoisas vão de personagens de games, como Alucard, de Castlevania: Symphony of the Night (1997), até O Pequeno Príncipe (1943), passando pela saga Harry Potter, Game of Thrones, pela filmografia de Tim Burton, e a estética doceira à la Katy Perry.

Para Letícia, as artes manuais sempre foram uma paixão e uma forma de expressão. Mesmo depois da infância, brincadeiras com massinha de modelar ainda lhe chamavam atenção. “Um dia resolvi fazer o chapéu seletor e o bolo “happee birthdae harry” com massinha, e ficaram bons. Nessa época, comecei uma reforma no meu quarto, mas essas ‘coisas’ de decoração são meio caras né? Então pensei: ‘Por que eu mesma não faço?’”, conta Letícia.

Ao praticar com a decoração de seu quarto,  Misna também começou a produzir artigos para seus amigos, que a aconselhavam a vender suas obras. “Relutei bastante até decidir vender. Eu pensava que ninguém iria querer comprar isso. Estava enganada”, afirma. A artesã afirma, também, que os trabalhos que mais gosta de fazer são as comidinhas, e os que mais se orgulha de ter feito são a Maggot, de A Noiva Cadáver (2005), o verme de areia de Beetlejuice (1988), o Pequeno Príncipe e os bolos de Harry Potter. “O queridinho dos potterheads”, completa.

Além das encomendas, a Biscoisas também participa de outras produções. Apesar de querer, a principio, fazer faculdade de Cinema, foi na faculdade de jornalismo que Letícia descobriu a animação como possibilidade de carreira, especialmente o stop-motion, área na qual pretende seguir. O último trabalho produzido foi A Origem do Macaco, para o PETCom Ufam (Programa de Educação Tutorial de Comunicação), que você pode ver aqui. “Dirigir seres humanos é legal, mas dirigir personagens aos quais você mesmo vai dar vida – em vários sentidos – e poder criar um cenário nos detalhes que você imaginou, é incrível”, afirma.

A loja está no Instagram, no perfil @biscoisas_, que funciona de vitrine para os trabalhos de Letícia – e faz sorteios! As encomendas devem ser feitas por mensagem direta no perfil, e o local para entrega deve ser combinado com antecedência.


Sobre o Autor

é estudante do sexto período de Comunicação Social - Jornalismo da Universidade Federal do Amazonas. É líder do grupo de voluntariado social Nexa Amazonas, além de escrever para o blog do PETCom Ufam e colaborar para a revista Mundo Estranho. Apaixonada por literatura e cinema, não é nem tão cult, nem tão farofa quanto deveria ser.

Comentários