Esquadrão Suicida e Doutor Estranho: possíveis erros ou mais acertos?

Publicado em 8 de junho de 2016 | Por Ayrton de Oliveira | Cinema, Quadrinhos

Que linda época para gostar de filmes de heróis. Muito se diz a respeito de quando a febre começou, mas fato é que tanto Homem de Ferro quanto Batman Begins foram os filmes que causaram o impulso dos heróis com uma pegada mais real, deixando de lado os collants coloridos e trazendo filmes para todas as idades.


Em 2016 fomos agraciados por nos cinemas com Batman vs Superman, seguido de Capitão América: Guerra Civil. Dois filmes muitíssimo esperados pelos fãs de quadrinhos. Acontece que o primeiro semestre desse ano está chegando ao fim e agora nos resta Esquadrão Suicida e Doutor Estranho para serem apreciados.

Esta postagem não tem o intuito de discutir qual filme será o melhor. Claro que eu tenho minha editora preferida, mas tento ser o mais imparcial o possível, afinal, prefiro filmes acima de tudo (quem escuta o Side Quest tá esperto que volta ou outra estou falando de cinema por lá). 


AQUI COMEÇA UMA GRANDE INTRODUÇÃO QUE VOCÊ PODE PULAR

De um lado temos a já veterana Marvel/Disney, que se encontra atualmente na fase 3, caso você não entenda muito bem o que significa as fases da Marvel, sem problema, irei explicar. De forma resumida, significa um grande arco com um assunto em comum que se vai ter um início e um fim com seus filmes. A primeira fase vai de Homem de Ferro (2008) até Vingadores (2012) que marca o primeiro grande encontro dos maiores heróis dos filmes da Marvel. A segunda fase começa com Homem de Ferro 3 (2013) e vai até Homem-Formiga (2015), sendo que Vingadores: Era de Ultron (2015) marca novamente o encontro dos heróis e, na minha opinião, deveria ter encerrado a fase 2, mas em Homem-Formiga temos uma cena envolvendo o quartel general dos Vingadores e o Falcão, então podemos dar um desconto.

marvelstudioscalendarlarge

A fase 3 da Marvel começou com Capitão América: Guerra Civil (2016) e em 2019 teremos a parte 2 de Vingadores: Guerra Infinita, possuindo ainda mais alguns outros títulos a serem revelados para compor o final dessa fase atual.

Do outro lado temos a DC Comics/Warner, que eu não diria ser “inexperiente” ou muito menos “novata” no mercado, afinal nos entregou Superman em 1977 e Batman em 1989, além de diversas animações, mas o que mais importa no momento é um grande universo expandido nas telonas. Batman Begins foi um incrível filme de herói e uma trilogia boa de se assistir, mas ainda não iniciava um universo compartilhado nos cinemas. Em 2013 chega às telonas Homem de Aço e assim marca o início de seu universo nos cinemas contando com o herói que, por muitos anos, foi a maior figura de seus quadrinhos, o Superman. O filme já trazia referências a Wayne Tech e LexCorp. O longa foi bom, sim foi, contudo recebeu diversas críticas falando que um herói não poderia causar tamanha destruição em meio de uma cidade gigante.

O que começou como algo negativo, ganhou forças e assim Batman vs Superman foi anunciado com a premissa Sim, vocês estão certos, o Superman não pode fazer isso e sair impune, vamos por então um herói badass para falar tudo isso na cara e cair na mão com ele”.

dc

Em 2016 o filme foi lançado agradando aos fãs e iludindo aos críticos. Quando o Blu-ray Ultimate Cut sair eu faço uma postagem comentando sobre o filme. Agradando ou não, o filme consolidou a ideia do universo expandido da DC nos cinemas e é um prato cheio de referências para acalmar o coração dos fãs mais xiitas. 

TERMINA AQUI A GRANDE INTRODUÇÃO QUE VOCÊ PULOU


Sem mais delongas, vamos ao que interessa, começando por Esquadrão Suicida, afinal está mais perto de estrear. 

A Warner não pode errar com esse filme, simplesmente não pode. É uma manobra arriscada, vários personagens não são de conhecimento do grande público como Katana, Crocodilo, Pistoleiro e Rick Flag. Se por um lado possui personagens não conhecidos pelos menos aficionados por quadrinhos, temos o Coringa fazendo sua estreia no universo expandido. O legado de Heath Ledger ainda é por muitos lembrado e, com certeza, a atuação de Jared Leto vai ser comparada, isso é inegável. O filme também conta com Arlequina, possuindo a sua primeira adaptação para as telonas, sendo interpretada por Margot Robbie.

O elenco do filme possui atores de primeira linha, os trailers encantam e revelam o enredo esperado bem similar ao dos quadrinhos: um grupo de criminosos descartáveis vai entrar em cena para fazer missões que são perigosas, a serem realizadas por oficiais dignos e mais “caros”. Todos tem uma bomba instalada no corpo que explode caso queiram fugir e vão lutar em uma missão de algum outro vilão aterrorizador e poderoso que está destruindo a cidade. 

O roteiro é simples mas uma preocupação cerca os fãs: o filme passou por refilmagens para ganhar um tom maior de humor, mostrando aí a preocupação da Warner devido as críticas negativas que Batman vs Superman sofreu. Apesar do diretor David Arrier ter desmentindo falando que os engravatados pediram que as refilmagens fossem no intuito de por mais ação no filme assim que a notícia veio à tona. Um caso mais recente chamou a atenção, Geoff Johns assumiu a frente de produção dos filmes da DC feitos pela Warner e disse que agora os filmes serão mais positivistas, dando a entender que sim, o Esquadrão Suicida vai ganhar mais humor.

Existe uma linha muito tênue entre um filme feito para fãs e um filme feito para vender, e nesse caso esperamos que Esquadrão Suicida seja os dois, afinal os fãs merecem um serviço de referências tendo em vista que o universo DC nos cinemas foca muito nisso.

Por sorte, a trama do filme não foi estragada por nenhum trailer e nenhuma surpresa foi exposta. O filme tem estreia marcada para o dia 4 de agosto de 2016 e esperamos que assim a DC venha a se consolidar ainda mais no mercado.


O maior salto que a Marvel fez foi lançar Homem de Ferro, um herói até então desconhecido e que foi um sucesso. Anos mais tarde Guardiões da Galáxia chegava aos cinemas, rebeldes intergalácticos que possuem um guaxinim e uma árvore como 2 dos 4 protagonistas, e foi mais um sucesso. Um pouco mais tarde Homem-Formiga foi lançado, e o nome em si já mostra um herói que as crianças não gostariam de ser, mas daí nasceu outro sucesso. Com tudo isso aprendemos que a Marvel não erra, mas será que com Doutor Estranho pode errar?

A Marvel possui um pouco mais de “crédito” na casa, afinal já tem quase 10 anos no mercado de filmes trabalhando com universo expandido. Já teve filmes massacrados pela crítica, como Homem de Ferro 3 e Thor, porém se saíram bem na bilheteria. Com Doutor Estranho possui uma chance de dar errado pela primeira vez, afinal é um personagem desconhecido do grande público.

Mesmo que seja desconhecido, o filme possui um ingrediente extra e seu nome é Benedict Cumberbatch, um rapaz talentoso que com certeza vai atrair muitos fãs para os cinemas. Ainda assim, por mais conhecido que Benedict seja, não é garantia, afinal até agora possuímos apenas um trailer que não mostra muita coisa do enredo.

Pode ser a oportunidade da Marvel de acabar explorando outros universos dos quadrinhos no cinema, ou até mesmo explicando a questão de multiverso para o grande público. O trailer possui cenas de tirar o fôlego como a cidade se dobrando e uma cena de luta na qual a alma de Stephen Strange sai de seu corpo e consegue se enxergar morrendo.

O filme só chega aos cinemas no final do ano, dia 4 de novembro. Até lá, esperamos que não demore muito para que surjam novos trailers, imagens promocionais e informações sobre o filme.


E você, está animado para algum desses filmes? Deixa aí um comentário e diz pra gente para qual está mais ansioso.

Sobre o Autor

"Ele é um deus, ele é um homem, ele é um fantasma, ele é um guru." Apaixonado por filmes, costumo ser o Batman nas horas vagas e San Junipero até às 00:00. Sou fascinado por Doctor Who, e queria ter uma caixa azul maior por dentro. Fora isso, já falei que amo filmes?

Comentários