Websérie Penumbra reúne histórias de assombração do Teatro Amazonas

Publicado em 13 de novembro de 2015 | Por Ayrton de Oliveira | Artes, Cinema, Entrevistas

Sempre ouvi falar sobre fantasmas e espíritos que assombram o Largo de São Sebastião e o Teatro Amazonas, então, curtindo o clima de Sexta-Feira 13, comentarei sobre a websérie Penumbra, ou melhor, Theater Horror Story – Penumbra. O tema também será explorado em um Taverna do Mapinguari que sairá no dia 23 de novembro (agenda aí!).

O então diretor Andrew Lucas reuniu suas histórias de assombração, junto com histórias do elenco e outras que ouviu por aí para fazer essa websérie. A trama apresenta essas lendas e mitos baseadas em fatos reais e em pessoas reais, famosas ou não.

O roteiro conta com um Teatro Amazonas sombrio e que mantém espíritos presos lá dentro. Eles – os espectros – atraem pessoas e elas somem para sempre. Os espíritos das vítimas, então, ficam presos e mantém o Teatro “vivo”. Um dia eles encontram três jovens que não puderam ser mortos pois possuem uma ligação com o grande massacre de 1972.

11150600_1684826681736346_738933541199962004_n

A Websérie só sai ano que vem, a partir de 16 de Janeiro, no próprio canal do YouTube. Já tá rolando um episódio que, segundo o próprio Andrew, é um grande trailer mostrando o que esperar da série, toda a ambientação, tensão e clima das histórias que serão contadas.

Dá uma olhada no episódio:


Eu entrevistei o diretor Andrew Lucas que me contou mais sobre esse projeto, confere só aqui:

Como você decidiu fazer o Penumbra?

AL – O projeto começou tendo inspiração com o diretor Alfred Hitchcock ao realizar o filme Psicose porque foi reprimido por vários. Ano passado ao fazer uma filmagem na Santa Casa de Misericórdia eu também fui reprimido. Por um lado isso me animou no início e me fez ter a ideia do Projeto Penumbra, que a princípio era um musical, mas não deu muito certo. Esse musical ainda vai sair, só não posso afirmar quando.

Partindo desse musical, muita gente do meu elenco e em volta do Teatro Amazonas tinha histórias para contar. Um dia ouvi três meninas conversando no Largo sobre um cara que falou com elas, e quando foram procurar por ele, o cara tinha sumido. Isso me levou a criar a websérie. Tinha muita gente querendo entrar então eu pensei que isso não poderia ser só uma websérie, então enfim se iniciou, de fato, o Projeto Penumbra, que se divide em curtas, um longa-metragem, e, é claro, a websérie.

Nossa maior vontade é levar o projeto para festivais e amostras para que possamos ser reconhecidos e, principalmente, fazer com que os atores sejam reconhecidos. Queremos mostrar que não precisamos de todos aqueles equipamentos caros para gravar o projeto, queremos mostrar que podemos fazer mais coisas com pouco recurso.

Como que vai ser divido esse projeto?

AL – Os curtas são derivados de certos episódios e quando a websérie for finalizada ela vai se tornar um longa-metragem, assim podemos concorrer a festivais e mostras. Isso foi uma evolução do projeto antigo para esse novo. A maioria das histórias na série são reais com um pouco de ficção, tem muita coisa que pode não fazer sentindo como pouca iluminação, ou até um cordão, tudo tem um significado, tudo foi proposital, nada foi por acaso.

Foi difícil filmar em Manaus?

AL – Difícil não foi. Difícil só foi que algumas pessoas não conseguiam valorizar o projeto, faltavam filmagens, o que foi um grande problema já que sempre diziam estar sem tempo. A única coisa difícil, além disso, é que as empresas ficam com medo de patrocinar o projeto por não receberem nada em troca, e como o projeto é meio diferente, muitas recusaram de cara.

Manaus tem vários monumentos e várias coisas fabulosas, principalmente os atores que são fantásticos na atuação, tanto em teatro como cinema.

Onde a Websérie vai ser exibida?

AL – O episódio 0 já foi ao ar, está na nossa página do Facebook e no canal do YouTube. Além do episódio na nossa página também tem fotos de bastidores e alguns vídeos promocionais.

Alguns curtas serão exibidos no próprio Facebook, já o longa estamos tentando conseguir fazer com que seja exibido em festivais e amostras. Todo o resto, vai ser exibido sim no YouTube.

A gente tinha três episódios no ar do “antigo penumbra” mas tinham muitas pessoas querendo mais dos episódios, então eu ouvi as opiniões e resolvi fazer do projeto algo mais satisfatório e coloquei esse “mais” que elas estavam pedindo.

Vão ser 13 episódios com no mínimo 13 minutos e no máximo 20 minutos. A partir de 16 de Janeiro a websérie começa a ser exibida semanalmente.

Vai ter uma segunda temporada?

AL – Não posso afirmar agora. Quando estrear uns 4 episódios vamos saber se vai ter ou não, depende muito do público, então por enquanto eu digo que não. Só que esse “não” é um “não raso”, se os espectadores gostarem a gente faz uma segunda temporada.



Sobre o Autor

"Ele é um deus, ele é um homem, ele é um fantasma, ele é um guru." Apaixonado por filmes, costumo ser o Batman nas horas vagas e San Junipero até às 00:00. Sou fascinado por Doctor Who, e queria ter uma caixa azul maior por dentro. Fora isso, já falei que amo filmes?

Comentários