Confeitaria de Manaus se especializou em bolos temáticos

Publicado em 2 de setembro de 2017 | Por Bruno Graça | Empreendedorismo, Gastronomia, Manaus

Bolo é uma daquelas iguarias que não tem muitos haters porque geralmente todo mundo tem um sabor e modo específico de cozimento favoritos (por exemplo, bolo de chocolate amargo, um pouco mais seco). E se o bolo tem visual que lembra seu tema favorito, aí é só festa.

A loja “A Confeiteira” em Manaus, dos sócios Ivan Herrera e Cida Moraes, se especializou em fazer os mais diversos bolos temáticos. “O mais comum é os clientes trazerem suas ideias prontas.  Porém, possuímos também no nosso Facebook diversos álbuns temáticos, como infantil, de casamento, personalizado, de séries e outros para que o cliente possa se inspirar em um desses”, explicou Ivan.

Cida conta que a loja evita criar modelos por conta própria porque já teve problema no passado com esse sistema. “Já aconteceu de criarmos modelos e o cliente não gostar do resultado, então resolvemos cancelar esse sistema de criação”, relatou Cida Moraes. “Porém, adaptamos a ideia do modelo de acordo com a ideia do cliente. É sempre o cliente que manda”, concluiu.  

Dos mais simples aos mais complicados

O tempo para um bolo ficar pronto varia principalmente por causa do modelo dele. De acordo com Ivan, existem modelos mais simples, que podem ser feitos no mesmo dia. “No caso dos bolos dos ‘Kit Festas’, onde só possuem cobertura de marshmallow e papel de arroz, conseguimos atender até no mesmo dia”, contou. 

Nos bolos mais elaborados, como do modelo do The Walking Dead ou do Game of Thrones, é necessário bem mais tempo. “Toda a arte é feita a longo da semana com pasta americana (massa de açúcar), sendo completamente comestível; no caso do Trono de Ferro, também foi utilizado isopor e depois coberto de pasta americana”, contou Cida. “O bolo do Game of Thrones fizemos no total de três dias”, disse.

Outro tipo bolo que exige mais tempo é o com bonecos, como o do Super Mario, pois exige toda uma preparação, como modelagem e detalhes do bolo. “Em média, um bolo mais elaborado leva em torno de três dias, mas pedimos para os clientes enviarem os seus pedidos, de preferência, uma semana antes pelo menos, para que possamos nos programar”, explicou Ivan.

 

Nem tudo são flores

Porém, os bolos mais trabalhosos de serem feito não são bolos nerds (pelo menos até agora não), são os bolos feitos com flores, e geralmente usados nos casamentos. “São sempre bolos realizados manualmente, com flores feitas pétalas por pétalas, então acaba levando um pouco mais de tempo para ser realizado”, contou Cida. “O que geralmente demora uma semana”, concluiu.

Colocando a mão na massa

Apesar de trabalharem mais de 12 pessoas na cozinha, cada pessoa trabalha em um setor distinto. “Fazemos também salgados e docinhos, junto com os bolos; então praticamente cada um trabalha em um setor”, explicou Cida.

O bolo em si começa a ser feito pelas artes; para que no dia da montagem do bolo, seja só necessário finalizar. “Existe um setor com três confeiteiros responsáveis em assar, montar e cobrir o bolo com massa americana. Logo em seguida, o bolo segue para o setor de arte para ser finalizado pela Cida ou por outra funcionária do local com os detalhes realizados a longo da semana”, explicou Ivan.   

Os pedidos se concentram principalmente ao longo do sábado, possuindo semanas com até 10 bolos de massa americana. (um dos motivos que os confeiteiros pedem para antecipar os pedidos).

Preços

O preço de um bolo depende principalmente do seu tamanho e do seus detalhes. “Variam de R$50 até R$ 1 mil, sendo que o mais simples, o de R$50, é de glacê e serve até 10 pessoas”, contou Cida. O bolo do Game of Thrones foi feito de massa americana, servindo até 20 pessoas e tem o valor entre R$180 – R$200.

“É possível aumentar o tamanho do bolo, deixá-lo para três, quatro ou cinco andares, mas tudo isso influi também no valor final”, revelou. Para quem quer receber em casa, existe ainda uma taxa de entrega que varia de R$ 10 a R$ 20, dependendo da localidade.

Encomendas

É possível enviar suas ideias ou dúvidas pelo Whatsapp (92) 98802-3349/ (92) 99375-7004/ (92) 98459-4303; o número convencional (92) 3651-1032/ (92) 3228-6631; por e-mail: “ aconfeiteira@bol.com.br ”, pelo Facebook “A Confeiteira Manaus” ou pessoalmente: “Rua A 9, nº 60 – Conjunto Ajuricaba – Planalto”.


O passado d’A Confeiteira

Nascida de forma informal em 1995, a empresa só foi aos poucos ganhando a forma oficial que tem hoje no ano de 2005. “Inicialmente vendíamos salgados grandes para lanchonetes e cantinas de escolas; foi somente no segundo ano de trabalho que começamos a trabalhar com salgados pequenos, porque uma pessoa chegou para nós e perguntou se trabalhávamos com o ramo de ‘salgadinhos’, o que nos incentivou a entrar no ramo”, lembrou Ivan.

Após comprar os materiais necessários e começar a produzir os salgadinhos, os sócios tiveram tanto sucesso no ramo que, aos poucos, pararam de produzir os salgados grandes. “Acabamos indo trabalhar exclusivamente só com salgadinhos para festas, aí depois vieram os doces e, posteriormente, os bolos”, lembrou Ivan.       

Para ajudar com a confeitaria, os sócios fizeram diversos cursos ao vivo e até de revistas. “Naquela época o conhecimento era restrito, tínhamos que sair caçando mesmo o conhecimento através de cursos ou revistas. Não é como hoje que acha qualquer videoaula no Youtube”, explicou Ivan. “Então fizemos diversos cursos com a Dona Zila, que é uma das mais antigas boleiras de Manaus; na Panadero; nas revistas de banda e acima de tudo, aprendemos fazendo”, concluiu.


Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários