Cinema de Manaus oferece opção pra quem prefere animações legendadas

Publicado em 2 de setembro de 2016 | Por Bruno Graça | Cinema, Entretenimento, Manaus

Sejamos sinceros: não é fácil encontrar filmes legendados em Manaus. Animações legendadas, então? Impossível. E é buscando os espectadores que preferem o som original das animações, que o cinema um cinema da cidade criou um horário exclusivo pra isso.

O horário “20h30” do Playarte é a exibição diária de uma versão legendada, durante a primeira semana da animação que estreou. “Já exibimos ‘Procurando Dory’, ‘Era do Gelo 3’ e mais recentemente ‘PETS’. No passado, já tínhamos feito exibições nesse modelo com ‘WALL·E’ e ‘Procurando Nemo 3D’”, conta o subgerente do Playarte, Eduardo Pinheiro.

procurando dory-1

De acordo com o subgerente, a ideia de exibir desenhos legendados partiu da própria filial manauara. “A pesquisa de mercado partiu daqui e percebemos que o número de pessoas que assistem essas animações era maior à noite, justamente pelo público adulto que vinha também com seus filhos. Por isso que procuramos ter essa faixa de horário para eles”, explicou.

Ainda segundo Eduardo Pinheiro, outros horários já foram testados para exibições dessas animações e não obtiveram sucesso. “No passado até existia nos horários da tarde exibições legendadas, mas a procura não era alta como possui o noturno, justamente por conta dos adultos com seus filhos”, contou. “A escolha do horário foi proporcional à procura do público adulto pelo filme”, revelou.

Apesar do horário exclusivo para animações legendadas, a procura por ela ainda é baixa. “A sala não chega a preencher, porém o horário tem um bom apelo com o público, por se tratar de um horário que tem um grande apelo com o público”, afirmou o subgerente.


Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários

  • Elvys da silva benayon

    At last…