Carl Sagan não morreu – Livros para conhecer seu legado

Publicado em 20 de agosto de 2017 | Por Thais Imperatrice | Ciência

O dia é 28 de setembro de 1980. A emissora de TV norte-americana PBS transmitia o primeiro dos treze episódios de Cosmos, uma série de divulgação científica narrada por Carl Sagan: cientista, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor, e um dos maiores divulgadores científicos de todos os tempos.

Com seu carisma e vasto intelecto, Sagan conseguiu, através da série, viabilizar a divulgação de informação científica de forma acessível em rede nacional, abrindo precedentes para outros programas, documentários e diferentes formas de produção audiovisual com o mesmo objetivo. E, até hoje, o livro publicado a partir do roteiro da série Cosmos é o livro de divulgação científica mais vendido no mundo inteiro. 

O sucesso da série foi tanto que, em 2014, foi lançada uma continuação produzida por Ann Druyan, esposa de Carl Sagan, intitulada Cosmos: Uma Odisseia do Espaço-Tempo. A nova série, também com 13 episódios, é narrada pelo astrofísico Neil deGrasse Tyson

Mas o legado deixado por Carl Sagan após sua morte em 1996 não para por aí. 

Através de suas dezenas de publicações, algumas delas datadas de mais de trinta anos atrás, Sagan fez questão de compartilhar com o mundo suas descobertas e ideias sobre o universo, a humanidade, tecnologia, e até mesmo religião. E eu, enquanto leitora ávida de suas obras, faço questão de deixar aqui minhas recomendações; pois ao ler e reler essas obras (e muitas outras), acredito que Carl Sagan não está morto. Não enquanto seu legado estiver vivo em nossas mentes, na ciência, e no universo. 

Cosmos 

Publicado a partir do roteiro da série homônima, Cosmos é sem dúvida um clássico da literatura científica. Entre temas como astronomia, matemática, física e biologia, Sagan leva o leitor a uma jornada fascinante pelo avanço da ciência, a expansão do universo e a evolução da raça humana. Seu jeito fácil e tranquilo de falar sobre os temas mais complicados dá um tom descontraído à narrativa; é como ouvir um amigo falar eloquentemente sobre algo que gosta muito. 

Pálido Ponto Azul – Uma visão do futuro da humanidade no espaço 

Inspirado pelas fotografias da Terra tiradas do espaço, Sagan traz uma linda reflexão sobre o planeta e a relação do ser humano com ele. Nos lembra que, bom ou ruim, a Terra é nossa casa e que devemos estar cientes do lugar que ocupamos no universo e como isso molda quem somos. 

Os Dragões do Éden

Neste livro pelo qual ganhou o Prêmio Pulitzer, Sagan guia o leitor a um mundo governado por dragões onde encontram-se as fundações da nossa inteligência. Unindo ciência, filosofia, história e elementos de ficção, o resultado é uma obra (trans)formadora, adorada por grandes como Stephen Hawking e Isaac Asimov.

O Mundo Assombrado pelos Demônios – A ciência vista como uma vela no escuro

Assombrado com a escuridão que parece tomar conta do mundo, onde explicações pseudocientíficas e místicas ocupam cada vez mais os espaços dos meios de comunicação, Sagan acende a vela do conhecimento científico para tentar iluminar os dias de hoje e recuperar os valores da racionalidade. Em meio a anjos e ETs, astrólogos e médiuns, fundamentalismos religiosos e filosofias alternativas, dois mais dois continuam a ser quatro e as leis da mecânica quântica permanecem valendo em qualquer parte do planeta. 

Variedades da Experiência Científica – Uma visão pessoal da busca por Deus

Numa série de palestras realizadas na Universidade de Glasgow em 1985, antes do que conhecemos hoje como movimento ateísta, Carl Sagan discutia a existência de Deus, suas esperanças de encontrar vida inteligente em outros planetas e o desejo de que a religião seja usada para melhorar a vida do ser humano. O livro, que é uma publicação póstuma, foi editado e publicado por Ann Druyan em 2006, dez anos após a morte de Sagan, a partir da necessidade de se discutir religião em um momento de ascensão do extremismo religioso em várias partes do mundo. Trinta anos após as palestras originais, o conteúdo do livro continua sendo atual e não tão discutido quanto deveria. 

Bilhões e Bilhões – Reflexões sobre vida e morte na virada do milênio

Também editado e publicado postumamente por Ann Druyan, essa obra é uma coletânea de dezenove artigos escritos por Sagan sobre temas como: o direito de decisão da mulher em relação ao aborto, o papel da ciência e da tecnologia na discussão dos problemas ambientais, a possibilidade de haver vida em Marte, o aquecimento global, entre outros. Mais uma vez, nos deparamos com questões que já estavam sendo discutidas há dezenas de anos e que até os dias de hoje continuam em pauta e sem solução. 


Sobre o Autor

é formada em Letras – Língua Inglesa, lê compulsivamente sobre qualquer coisa e é a rainha das informações aparentemente inúteis. Obcecada por Harry Potter, astronomia, ficção científica, Harry Potter, séries de investigação e mistério, Harry Potter, filmes existencialistas e qualquer coisa que a faça pensar demais. Ah, e Harry Potter também.

Comentários