Arsenal – Empresa de Manaus fabrica réplicas de armas e acessórios para Cosplay

Publicado em 3 de setembro de 2015 | Por Thiago Henrik | Manaus, Moda & Estilo

Quando eu era criança, vivia usando papelão e madeira para criar espadas, escudos e até algumas peças de armadura, tudo para me sentir na pele dos meus heróis favoritos. Hoje, os cosplayers levam essa brincadeira a sério, com roupas e acessórios muito bem feitos, que impressionam pela fidelidade. E é aí que entra a Arsenal Cosplay, empresa que fabrica réplicas de armas por encomenda.

A empresa na verdade é um cara só, Mikhail Einstein Pinheiro Rathge, de 22 anos, que há pouco mais de 1 ano atrás fez cosplay de Altair (Assassin’s Creed) e resolveu ele mesmo fazer as armas do personagem, com compensado. A coisa deu certo e ele começou a aceitar encomendas. A primeira foram as espadas do Kirito, de Sword Art Online.

Mikhail (esse aí com a espada) conta que, a partir daí, outros projetos foram surgindo, o trabalho foi aumentando e a Arsenal começou a tomar forma como negócio. “Eu fiz uma bolsa de monitoria em bioquímica que dava 300 reais por mês e esse dinheiro foi usado para começar a fazer as espadas que levou a criar a Arsenal Cosplay” – conta. “No inicio eu comecei a fazer as espadas com uma serra tico-tico para recortar, uma grossa para fazer detalhes e pintava com tinta spray. Hoje eu já tenho a tico-tico, furadeira, esmerilhadeira, esmerilhadeira de bancada, Dremel 3000, uma lixadeira orbital e um compressor de ar”.

E dá pra viver só disso? Segundo ele, dá, mas ainda não. “É a minha ocupação principal, mas ainda não trato como um trabalho serio. Estou lutando para fazer ser. Dá para viver, se tiver clientes se for eficiente para fazer uma boa quantidade de projetos” – comenta. “Eu já ganhei um bom dinheiro mas a maioria é investida em equipamento para melhorar cada vez mais a qualidade e a velocidade para fazer uma peça”.

Por isso é tão importante amar o que faz. Os projetos que Mikhail mais gosta de fazer são as espadas. Uma em especial foi sua favorita até hoje: a Scissor Blade do Kill la Kill. Mas entre seus projetos dos sonhos estão ainda a Adaga do Tempo, do Prince of Persia e as gigantescas Soul Edge, de Soul Calibur e a Chaoseater, de Darksiders.


PREÇOS E PRAZOS

Se você, como eu, já está com a imaginação voando enlouquecida com várias armas que seria incrível ter em casa, saiba como encomendar uma na Arsenal:

“Manda uma imagem da arma que deseja, eu faço o orçamento e falo o quanto custaria, se aceitar é só marcar um local para entregar metade do dinheiro ou fazer um deposito da metade do valor na minha conta . Quanto a primeira parte for paga eu começo a fazer o projeto e depois de pronta eu entrego e recebo o valor que falta.”

Segundo ele, os preços variam de acordo com o material, o tamanho e a dificuldade do projeto. Uma espada bem simples pode custar R$ 50 e uma mais complicada pode sair por mais de R$ 300. Já o prazo, por conta da fila de projetos, pode ser de até 3 meses.

ZELDA DAY

Para o Zelda Day, evento que acontece em Manaus no próximo domingo (06), a Arsenal já preparou diversos itens que estarão à venda: 8 Master Swords, 3 Razor Blades, 5 Boomerangs, 20 Triforces, 2 Kokiri Swords, 4 Kokiri Shields, 5 Estilingues, 20 Bombas e 1 Giant’s Knife.

ARMADURAS

Mikhail está estudando a possibilidade de começar a fazer armaduras completas por encomenda, no ano que vem. Como treino, vai fazer a Armadura do Batman, no novo filme Batman vs Superman, para o próprio uso. Além disso, pretende fazer vídeos-tutoriais para a internet. O que falta ainda é o cenário e alguns incrementos no equipamento.

Para ficar por dentro das novidade, curta a Arsenal Cosplay no Facebook.

Sobre o Autor

veste Capa-e-Espada despojado, seus ̶h̶o̶b̶b̶i̶t̶s̶ hobbies favoritos são: filmes massa-velho, histórias de fantasia e séries sobre paradas estranhas. Já alcançou o 7º sentido, destruiu o Um Anel na Montanha da Perdição, chegou ao último andar da Torre Negra, retirou a espada da pedra e perdeu muitos pontos para a Grifinória. Gosta mais de cachorro que de gente, Não abre mão do segundo café da manhã e costuma esquecer que o mundo não está em seus livros e mapas. Instagram: @thiabolico

Comentários