bicho-dbponta3-2

O mistério por trás do ‘Cachorro do DB’

Publicado em 29 de outubro de 2016 | Por Bruno Graça | Artes, Lugares, Manaus

Uns riem, outros acham curioso e tem até os que tem medo, mas é impossível passar pelo estacionamento do DB da Ponta Negra e não reparar naquela “simpática” criatura de boca aberta, dando um joia com a mão para todo mundo. Porém por trás daquele rostinho “lindo”, existiu todo um processo de criação e histórias inusitadas reveladas pelo seu criador.

A criatura foi criada pelo médico veterinário, doutor Maurício da Costa Filho da Clínica Veterinária Linameg no ano 2012 como forma de promover sua petshop que fica no estacionamento do DB da Ponta Negra.

“A economia estava desandando, não tínhamos clientes e estávamos isolados no estacionamento do supermercado, para piorar, a nossa loja fica no meio das duas entradas, por isso muita gente nem sabia da existência dela”, explicou. “Quando ele foi criado, ele chamou atenção para a loja. É feio, mas cumpre bem o papel dele de chamar atenção”, concluiu.

Fale bem ou fale mal

Esta estratégia, inclusive, já chamou atenção de uma rede de televisão que comentou no site dela sobre a exótica obra. “Afirmaram que era uma obra inusitada, mas inteligente o modo como estava sendo empregada”, contou o doutor Maurício. “Já apareceu aqui também um publicitário que elogiou muito a obra, afirmando que era ‘feio, mas é impactante’”, disse.

Doutor Maurício explica que não critica os comentários negativos porque eles são para o bem. “Mesmo a obra sendo repugnante ou feia, ela está cumprindo o papel dela que é de chamar atenção para as pessoas falarem mal dela”, explicou.

A criação

A estátua foi feita a partir de um expositor da Pedigree, onde se guardava ração, que lentamente foi moldado até se tornar o que é hoje. “Originalmente ele possuía dois pés na frente, três bandejas, várias grades e um pé atrás sustentando tudo. Eu tirei as grades e uma bandeja para fazer essa barriga grande. O resto foi tudo modelado com papelão, para depois aplicar fibra de vidro”, disse doutor Maurício. “Eu tenho um lado artístico também, gosto de ir a ferro-velho e ver empregabilidade para as coisas que estão lá”, falou.

Apesar de que algumas pessoas tenham dúvidas, a criatura representada na estátua é um cão, ainda que o próprio veterinário admita que acabou saindo ambíguo quanto à espécie. “Na verdade, era para ser um cachorro, mas parece uma vaca também e até outros animais, mas como eu não sou um artista, eu tentei fazer alguma coisa próxima”, explicou doutor Maurício.

bicho-dbponta1 1ª versão

Surpresinha

Originalmente, a escultura teria mais um adereço que não seria visto pelo público, mas com certeza iria causar uma grande impressão nas pessoas: um alto-falante seria instalado dentro da estátua para falar com os passantes. “Usando um microfone sem fio, eu ia falar de dentro da clínica e da loja ‘Bom dia’ ou ‘Boa tarde’ como se fosse o cachorro, para assustar as pessoas que estivessem passando”, contou rindo. “Ia dar um susto danado”, disse.

Sem nome

Apesar de ter quase cinco anos, o cão ainda não possui um nome e, de acordo com o doutor Mauricio, “cada um dá um nome para o cão”, mas ele não descarta a possibilidade de futuramente realizar um concurso para finalmente dar um nome oficial para a estátua.

bicho-dbponta22ª versão

Troca de dedos

A expressão “de tão feio acabou bonito” deve ter sido feita para esse curioso cão, porque de acordo com o seu criador todos os dias surgem pessoas para bater fotos com ele, inclusive nisso ocorreu um fato curioso que acabou resultando na reforma do dedo da estátua.

“Alguns anos antes, a estátua ficava com dedo apontando reto, pois originalmente tínhamos o objetivo de fazer a estátua apontar para loja, mas infelizmente a calçada é estreita e então deixamos a estátua virada para frente. Nisso, um dia, eu peguei uma vez uma figura batendo uma foto com a bunda em cima do dedo. E foi assim que eu troquei o dedo de lugar, virando um joia”, contou rindo.

bicho-dbponta1-dedoa estátua e o seu dedo da tentação

Restaurações

Anualmente o cão é restaurado, sendo que nestas restaurações são mudadas as cores e as características dele. “As cores para estátua são escolhidas para serem as mais extravagantes o possível, de forma que chame a atenção”, explicou. “Sendo que ele já foi branco, rosa e agora é preto”, contou.

São levadas em conta também os acontecimentos que ocorrem no país na hora de pintar a estátua. “Na Copa, pintamos ele de jogador de futebol com short e blusa da seleção brasileira. Já vestimos ele de Papai Noel, inclusive estamos com vontade de fazer novamente neste ano”, contou. “Quem sabe daqui a pouco não pintamos ele de presidiário ou escrevemos alguma coisa?”, disse rindo.

Em sua última reforma, a estátua foi levada para fazer um divertido ensaio fotográfico para promover o sítio da clínica. “Foi uma sessão de fotos como se ele tivesse de férias e colocamos no facebook da clínica. Foi muito divertido”, disse.

bicho-dbponta-ferias“Neste verão eu decidi fazer algo de diferente…”

Segundo

Doutor Maurício revelou que a popular obra talvez não fique solitária por muito tempo. “Já pensamos em fazer um outro, talvez o irmão dele”, contou.

bicho-dbponta33ª e nova versão

Prepare yourself.

Sobre o Autor

é um jornalista, assessor e pau pra toda obra. Adora séries de investigações criminais e o canal Investigação Discovery. Curte: mangás, jogos em geral, Doctor Who, RPG, dinheiro, contar mentiras absurdas (?) e testar a paciência das pessoas. Revés: bipolar.

Comentários