Sansa Stark: a verdadeira Lady Stoneheart? | Acônito Lapelo

Publicado em 20 de junho de 2016 | Por Fernanda Brandão | Acônito Lapelo, Colunas, Literatura, Séries

Esse texto contém spoiler de Game of Thrones e tratará, especialmente, dos eventos ocorridos na série produzida pela HBO. Esteja avisado pelos Deuses novos e antigos.


Desde a decadência Stark – evento marcado, para mim, com a morte de Ned Stark, o patriarca da família -, venho repetindo aos meus mais próximos amigos, como num mantra: “Arya é a minha esperança”. De todos os lobos, a caçula Stark é a que mais se parece comigo, acalentada pelos meus mais profundos anseios sobre abandonar os vestidos e empunhar uma espada. Mas esse texto aqui não é sobre a Arya, não. Esse texto é sobre como eu estive errada ao ignorar sua irmã, Sansa Stark.

Sei que muitos vão discordar de mim e já deixo claro que estou preparada para isso. Eu mesma precisei me desconstruir para aceitar que Sansa é tão forte quanto Arya, Brienne, Catelyn e até mesmo Daenerys Targaryen, a queridinha de todos nós. Concorde você com isso ou não.

 

A COMPOSTURA DE SANSA STARK

Mas por que Sansa é tão subjugada pelos fãs de Game of Thrones? Eu mesma respondo, o textão é meu afinal: porque ela é bela, recatada e do lar. Herdeira da beleza Tully, a maior destoante dos Stark pode ser comparada com qualquer princesa da Disney dos anos 60. Ela é dotada de regras de etiqueta, educada, uma verdadeira dama que sonhava em ser rainha dos Sete Reinos. E isso, por si só, tira muita gente do sério.

É natural achar que uma mulher que carrega uma espada é, de fato, mais forte do que uma que se preocupa com seus vestidos. O foco nesse tipo de personagem parece sugerir que a feminilidade é uma coisa ruim e que as mulheres só são aptas se adotarem estereótipos masculinos. Não me entenda mal, eu adoro a Arya e é OK ela dizer que quer traçar seu próprio caminho. Errado é afirmar que só esse tipo de atitude deve ser considerado forte.

E isso também é opinião da Sophie Turner, interprete da Sansa e quem melhor avalia a reação dos fãs com a personagem. Em uma entrevista ao TV Guide, ela disse algo mais ou menos assim: 

“Isso é o que me frustra. As pessoas não gostam de Sansa porque ela é feminina. Me chateia que as pessoas gostem apenas de personagens femininas quando agem como os personagens masculinos. […] Torça também por meninas que são intelectualmente muito fortes”.

 

A TRANSFORMAÇÃO DE SANSA STARK

Depois de cinco temporadas sofrendo – e por isso eu entendo um pouco a irritação de quem acompanha sua estória -, Sansa teve o seu despertar. Mas, antes disso, vamos lembrar de alguns eventos que transformaram tudo o que ela acreditava:

  1. Longe de casa e de todos que a conhecem;
  2. O pai foi executado na sua frente; confessou traição, mesmo não sendo um traidor;
  3. Sua irmã mais nova, Arya, desapareceu em Porto Real e provavelmente estaria morta;
  4. Seu irmão mais velho, Robb, e sua mãe, Catelyn, foram traídos e assassinados no Casamento Vermelho;
  5. Seus irmãos mais novos, Bran e Rickon, foram supostamente assassinados por Theon Greyjoy;
  6. Seu meio-irmão, Jon Snow, estava jurado à Patrulha da Noite sendo zbc;
  7. A cada dia, sofreu abusos físicos e psicológicos do Rei Joffrey;
  8. Foi humilhada sempre que teve oportunidade por Cersei Lannister;
  9. Viu-se obrigada a se casar com o Tyrion Lannister, um “monstro sem nariz”;
  10. Acabou envolvida no assassinato de Joffrey e precisou fugir da morte iminente;
  11. Foi assediada e abusada pelo Mindinho, seu suposto salvador;
  12. Sua tia, Lisa Arryn, ameaçou lançá-la pela porta da lua, no Ninho da Águia;
  13. Precisou se casar com Ramsay Bolton, um psicopata, violento e sádico, que tem prazer em esfolar as pessoas;
  14. Entrou na cerimônia de casamento, de braço dado, com o suposto assassino dos seus irmãos;
  15. Foi estuprada pelo marido na noite de núpcias;
  16. Sofreu constantes ameaças da amante de seu marido;
  17. Os que tentavam ajudá-la acabaram mortos, esfolados e queimados;
  18. Fugiu. Enfrentou frio, fome e medo ao ser perseguida pelos cães de Ramsay.

 

“Não é o mais forte ou o mais inteligente que sobrevive, mas o que melhor se adapta”, já dizia Charles Darwin.

Pegue uma garota ingênua e mimada, leve-a ao inferno, tire tudo o que ela ama, transforme-a em um ser cheio de rancor sedento por vingança – perceba os paralelos que ela compartilha com Cersei – e veja no que ela se transforma.

Em um mundo onde as pessoas são esmagadas como baratas, em uma situação abusiva que quebraria qualquer pessoa, Sansa perdura. Sansa insiste. Ela aprendeu a jogar o jogo no qual fora lançada e fez o que precisou fazer para sobreviver. Ela lutou com as armas que tinha – beleza, educação, perspicácia – e permaneceu viva, diferente da maioria dos Stark. E sim: Sansa é SONSA mesmo e foi isso o que a salvou.

Você acha que Arya teria alguma chance se estivesse no lugar da irmã? Eu, por exemplo, teria cortado meus pulsos com o primeiro aço valiriano que encontrasse. A esperança de Sansa a manteve viva quando todo mundo que ela amava estava (provavelmente) morto. O mais impressionante disso tudo é que a ruiva manteve a sua bondade, mesmo tendo conhecido a personificação do mal. E é exatamente aqui que ela deixa de se parecer com Cersei.

Neste ponto, eu me pergunto: por que diabos odiar alguém (sim, tem quem a odeie) que manteve sua humanidade mesmo sendo violada psicologicamente, verbalmente e fisicamente repetidas vezes? O que as pessoas não aceitam, e eu me incluía nisso, é que Sansa JAMAIS se tornará aquilo que tem combatido. Isso é o que a faz tão forte.

 

O DESPERTAR DE SANSA STARK

 

“Eu sou Sansa Stark de Winterfell, esse é o meu lar e você não pode me assustar.”

Reconheço que Sansa poderia ter despertado antes, quando voltou à Winterfell. Mas ela precisou ser resgatada, mais uma vez, por Theon e, em seguida, Brienne. Ao longo da sexta temporada, acompanhávamos a sua tímida evolução, cada vez mais parecida com a sua mãe, Catelyn Stark. O que me enchia de orgulho.

Entretanto o despertar só veio com o episódio nove – A Batalha dos Bastardos -, exibido ontem, em três momentos muito específicos que fizeram valer cada lágrima. Foi quando eu me indaguei, no fundo do meu parcial coração: teria Sansa Stark assumido o papel da Lady Stoneheart?

 

“Rickon está morto”

rinckon

Muitos vão achar que Sansa foi fria. Até certo ponto, sim, ela foi. Mas ela conhecia Ramsay mais do que qualquer outro ali. Ela sabia que não haveriam negociações para poupar a vida do irmão e qualquer inclinação sobre isso viria com uma armadilha junto. Tanto que quase perdemos Jon Snow (de novo) quando ele correu desembestado para salvar o caçula.

 

“Você não pode me proteger”

protect me

Muitos questionam porque Sansa não se impôs no Conselho pré-batalha ou porquê não avisou Jon sobre o exercito Arryn. Não vou julgar seus métodos, mas, novamente, Sansa percebeu que precisava fazer alguma coisa. E ela fez. Ela parou de reagir e acabou FUNDAMENTAL para recobrar Winterfell. Só não sabemos a que preço.

 

“Suas palavras vão desaparecer”

sansa dog

Ela matou Ramsay Bolton, só não sujou suas mãos com isso. Se você discorda, assista à cena novamente. As grades deliberadamente abertas, as palavras carregadas de vingança e o sorriso, aquele sorriso.

 

Não repetir os nomes de todos que destruíram os Stark antes de dormir, como faz sua irmã Arya, não significa dizer que Sansa não se lembra de cada um deles. O Norte não esquece.

flag stark


ACÔNITO LAPELO é uma coluna pessoal da Fernanda e tem como objetivo expressar suas experiências no universo nerd. As opiniões aqui relatadas não refletem o posicionamento do Mapingua Nerd ou dos demais membros da equipe. Para mais: Acônito Lapelo.

Sobre o Autor

é especialista em Artes Visuais, Publicitária e Editora. Também é uma dos fundadores do Mapingua Nerd. Escreve menos do que gostaria e torce pelo Holyhead Harpies.

Comentários

  • Mônica Aensland

    Muito foda!!! Concordo em gênero, número e grau!!! 👏👏👏

    • Fernanda Brandão

      Obrigada, Monica. <3

      • Mônica Aensland

        <3

  • M∆D

    Gosto tanto da Sansa. Claro que ela era bem irritante quando era princesinha e sempre dava a impressão de ser esmagada a qualquer momento, mas ela tem o perfil imponente agora pra ser uma verdadeira líder da casa Stark.

    • Fernanda Brandão

      Acompanhar a evolução do personagem é o mais inspirador. Valeu o comentário. *-*

  • Bruno Cortez

    Eu achava meio idiota quando a chamavam de Sonsa Stark, mas confesso que de princípio não gostava muito dela pois ela parecia mimada demais. Fico feliz que a série tenha dado a oportunidade de Sansa se encontrar e arrebatar todos esses fãs com a sua personalidade maravilhosa.

    Muito legal a análise que você fez sobre a Sansa, deve ter dado um trabalhão reunir todas essas informações.

    • Fernanda Brandão

      Deu um pouquinho de trabalho sim. Mas acho que é uma contribuição positiva à comunidade feminista e nerd. É tudo mais complexo do que aparenta. Obrigada por comentar, Bruno. :*

  • Lisiane Andriolli Danieli

    E ELA NÃO DESVIOU OS OLHOS QUANDO OS CACHORROS FORAM COMER AQUELE ESCROTO!! Amei!

    • Fernanda Brandão

      verdade. HAHAHA

  • Giuliana Neves

    tudo o que ela passou só deixou ela ainda mais forte o que é digno de ser apreciado! A personagem teve um grande crescimento e isso só fez eu admirar ela por nao ter cedido no primeiro obstaculo.

    • Fernanda Brandão

      Tem uma quote do Rocky que eu vou parafrasear porque não me lembro mesmo. Ele diz algo como: (pra ganhar uma luta…) ‘Não importa o quanto você bate, mas sim o quanto aguenta apanhar’. Valeu o comentário!

  • Juçara Menezes

    Concordo com tudo. Era evidente que em algum momento Sansa perceberia que a vida não era o mar de rosas de Winterfell antes de sair de lá. Mas aos poucos ela foi se adaptando e entendo a vida, não foi de uma hora para outra por isso não me assustei com ela pedindo ajuda para os Tully ou o próprio Vale.
    Girl power é isso aí!

    • Fernanda Brandão

      Se a Lady Stoneheart não aparecer, adoraria que a Sansa tomasse o seu lugar. Just saying.

  • Tais Souzah

    No livro ela se mostra num papel de resistência desde o começo, eu acho que ela mostra um tipo diferente de força, ela é dedicada, ingênua mas se mantêm forte diante de todas as situações horríveis e se permitiu amadurecer por conta disso. Acho que tanto a Arya quanto a Sansa não conseguiriam trocar de papel acho até que uma não sobreviveria no lugar da outra. Acho que a força delas veio muito da Catelyn 🙂

    • Fernanda Brandão

      “Acho que tanto a Arya quanto a Sansa não conseguiriam trocar de papel acho até que uma não sobreviveria no lugar da outra.” – Não poderia concordar mais.

  • Ana Paula Corrêa

    Concordo plenamente!
    Arya e Sansa tiveram a mesma criação. Porém, são pessoas completamente diferentes!
    Muita gente desmerece a Sansa porque acredita que ela deveria ser como sempre foi (é difícil pra homens ver que mulheres, que sempre foram passivas em tudo, possam superar os problemas e ser fodas igual a Sanda no último ep)

    • Fernanda Brandão

      Você é a minha Sansa.

  • Mayana Nobre

    que post incrível! só li verdades!

    • Fernanda Brandão

      Obrigada, May. <3

  • Rayanne Floriano

    Adoro como o George conseguiu se colocar na mente de uma menina eu acho absurdo! Nos livros eu gosto muito da dualidade Sansa x Arya. As duas sofrem de jeitos diferentes e acho que isso diz tudo. Fiquei feliz por esse episódio!

    • Fernanda Brandão

      Também fiquei feliz pelo episódio. Há quem diga que foi exageradamente Girl Power, mas eu to adorando.