6 Dicas de Quadrinhos para o Halloween

Publicado em 25 de outubro de 2016 | Por Jonas Wesley | Entretenimento, Quadrinhos

O terror em HQs brasileiras deve muito de suas influências a alguns estrangeiros que aqui chegaram e enraizaram suas marcas, contribuindo para o surgimento do gênero que foi estabelecido ao longo do tempo.

O português Jayme Cortez é considerado um dos precursores do gênero no Brasil, em 1947, já com uma considerável bagagem artística (um de seus trabalhos mais famosos, a história Espíritos Assassinos, é um clássico em Portugal), começou a influenciar vários artistas que decidiram tomar o mesmo caminho para as HQs de terror. Alguns foram orientados pessoalmente por ele, como Julio Shimamoto, Ivan Saidenberg entre outros. No início de década de 1960, também chegaram ao Brasil o argentino Rodolfo Zalla e o italiano Eugênio Colonnese. 

E foi nessa fase, já em 1967, que surgiu uma das principais personagemns de terror que nos representa em quadrinhos, a vampira Mirza, criação de Eugênio Colonnese. Sua revista durou apenas dez edições, mas em 1970 foi republicada. Na década de 1980 a revista teve publicações em Calafrio e Mestres do Terror e também num gibi próprio que durou apenas duas edições.

Quadrinhos como Monstro do Pântano e Sandman, ambos da DC Comics, surgiram causando estardalhaço. Embora o primeiro envolvesse a temática de super-heróis e o segundo contivesse muito do gênero fantasia, ainda assim flertavam bastante com o terror. Em 1991, Hellraiser (baseado na série cinematográfica criada por Clive Barker), da Abril, foi uma luxuosa série trimestral em cores que desfilou excelentes histórias americanas de terror, verdadeiras obras-primas em texto e desenhos. Durou apenas quatro números.

A minissérie de luxo Livros da Magia circulou logo depois. Nos mesmos moldes de Sandman, foi a primeira aposta da Editora Abril na linha Vertigo.

Dylan Dog foi trazido ao mercado tupiniquim pela Editora Record (foi cancelada na edição 11, retornou em 2001 pela Conrad e, em 2002, passou para a Mythos, até 2006). Era o primeiro contato do público brasileiro com o Investigador do Pesadelo, sucesso na Itália desde sua criação, no final dos anos 1980.

Pouco depois, em 1995, houve o lançamento da revista Vertigo, pela Abril. Apresentava histórias com temas adultos, a maioria de terror, capitaneadas por Hellblazer, o carro-chefe condutor do título. Mais uma bela obra da linha Vertigo chegou por meio da Abril. Em 1997, a minissérie Santo dos Assassinos foi, seguramente, a melhor HQ daquele ano. Até então, poucas vezes se tinha visto um personagem que tanto fizesse jus à acepção máxima da palavra demônio.

Outra grande obra precursora do selo adulto foi Morte – O Grande Momento da Vida, que marcou a incursão da Abril no universo de Sandman, apresentando uma bela minissérie escrita por Neil Gaiman e desenhada por Chris Bachalo e Mark Buckingham, a série foi protagonizada pela mais querida dos Perpétuos entre os leitores, a Morte.

Hellboy, de Mike Mignola, voltou a dar as caras pela Mythos em 2001, depois de ter estreado por aqui em março de 1998. Edições encadernadas, algumas luxuosas, têm chegado às bancas, desde então.

Mas o terror nas HQs está longe do fim, recentemente a ultima HQ de Hellblazer pelo selo Vertigo chegou ao Brasil, a HQ que encerra a fase de eventos canônicos do personagem foi roteirizada por Piter Miligan, no entanto novas sagas com Constantine ainda estão chegando por ai. Outro ponto forte do terror em quadrinhos que não pode ser esquecido é Preacher, pensando nisso, o Mapingua Nerd separou 6 dicas de quadrinhos de terror para entrar no clima de Halloween.

tumblr_mqwogpqude1s983xjo1_500

  • Batman: O longo dia das Bruxas

Enquanto Batman, o capitão Jim Gordon e o promotor público Harvey Dent trabalham lado a lado para acabar com máfia e o crime organizado em Gotham City, uma série de assassinatos vinculados a grandes nomes da máfia, e em especifico á família de Falcone, começa a ser desencadeado. O misterioso vilão é chamado de “Holiday” e mata membros da família de Mafiosos em cada feriado ou dia comemorativo. Roteirizada por Jeph Loeb e com arte de Tim Sale, a HQ foi publicada originalmente pela DC Comics em 1996 e em 1997 chegou ao Brasil lançada pela Editora Abril, novamente em 2008 o quadrinho teve um lançamento pela Panini Comics. Foi vencedora do Eisner Awards em 1998 na categoria “melhor Minissérie”.

O quadrinho não possui uma linha temporal certa, no entanto como possui a benção do mestre Frank Miller pode-se entender que os eventos são recorrentes de alguns anos após os eventos de Batman – Ano 1. Loeb também teve muito cuidado ao explorar a ambientação após os acontecimentos de Crise nas Infinitas Terras, mas o que realmente chama a atenção é o desenvolvimento do Batman como defensor de Gotham City e o gigantesco desfile Vilanesco que o quadrinho proporciona. Com certeza outro ponto alto da HQ é a arte de Tim Sale que além de ter um traço que casa bem com o roteiro e ambientação da história, o artista enche os olhos dos fãs com cenários Noir e personagens carregados de detalhes, para o Halloween um quadrinho que seria indispensável com certeza é Batman – O Longo Dia das Bruxas.

batman-o-longo-dia-das-bruxas-capa

  • Drácula de Bram Stoker

Lançado pela editora Mythos durante a CCXP em dezembro de 2015, Drácula é a adaptação para os quadrinhos do clássico de Bram Stoker. Escrita por Leah Moore (Filha do mestre Alan Moore) e John Reppeion, repetindo a parceria de Alice no País das Maravilhas, o quadrinho tem ilustrações por conta de Colton Worley. A HQ ainda traz o conto “O hospede de Drácula” que só havia sido lançado em 1914. Drácula dispensa apresentações, o quadrinho é completamente fiel ao romance e resume bem o clássico de 1897 para aqueles que se cansaram de vampiros que brilham ao sol e procuram uma volta às raízes a HQ é recomendável.

draculamythos

  • Hellboy

Nascido nas profundezas do inferno, Hellboy, ou como é conhecido pelo seu nome de batismo Anung um Rama, é um enorme ser de aspecto diabólico filho de um demônio com uma feiticeira. Foi descoberto pelo professor Trevor Bruttenholm e soldados aliados nas ruínas de uma capela nas Ilhas Britânicas em 23 de dezembro de 1944 quando um monge da Alemanha Nazista o invocou para a criação do projeto Ragnarok com o intuito de trazer o apocalipse ao mundo. Brutthenholm educou a criatura ensinando-lhe a importância do ser humano e o treinou para combater as forças das trevas. Hellboy chegou até a ganhar o titulo de “Humano honorário” das Nações Unidas em 1952.

Na Graphic Novel B.P.D.P Origens: 1946-1947 de Mike Mignola (criador de Hellboy), os brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá apresentam a história inicial do personagem e também a expansão do universo de Hellboy apresentando também histórias inéditas, para iniciantes é uma ótima pedida, principalmente nesse clima de Halloween.

bpdorigensvol1

  • Marvel Terror

Em 2010 A Panini organizou as histórias clássicas de terror da Marvel, são de épocas remotas, mas carregam a qualidade de qualquer quadrinho Pulp clássico. O arco reúne histórias de Drácula, Lobisomem, Motoqueiro Fantasma e até uma versão zumbi dos Vingadores. O primeiro volume traz o titulo “A Tumba do Drácula” da década de 80 que reúne histórias publicadas originalmente nas revistas Tomb of Dracula 15 – 21 e Werewolf by Night 15. As histórias de Drácula da Marvel pela Panini são divididas em três encadernados. Outro personagem marcante também é o Motoqueiro Fantasma, que foi o segundo a ser homenageado pela coleção que reúne as primeiras milhas de Johnny Blaze como Motoqueiro Fantasma depois de ter selado um pacto com o Diabo para salvar a vida do pai adotivo de uma doença degenerativa, as histórias foram organizadas até agora em dois encadernados. O Lobisomem também ganhou seu espaço na coleção de terror, Jake Russel (O Lobisomem da Marvel) apareceu pela primeira vez em “Marvel Spotilght n°2” o encadernado reúne as edições de Marvel Spotlight #2 à #4 e Werewolf by Night 15. As três primeiras edições de Spotlight estão inéditas no Brasil ou não tiveram registro, esse é o diferencial do encadernado e com certeza a maior vantagem. O Lobisomem foi criado em 1972 por Roy Thomas (Conan), Gerry Conway (A Morte de Gwen Stacy) e Mike Ploog (Motoqueiro Fantasma). Jake Russel herdou a maldição do pai e é perseguido por cientistas, bruxos e fanáticos religiosos, o personagem entra em contato com o resto do universo expandido da Marvel onde tem encontros com o Cavaleiro da Lua, Drácula, Homem Aranha e até o Homem de Ferro.

A HQ Zumbis Marvel foge do gênero clássico e Pulp de histórias já publicadas pela casa das idéias. O arco apresenta uma versão um pouco diferente da versão que estamos acostumados a ver quando nos deparamos com os personagens da Marvel. Divididos em quatro volumes a HQ apresenta os personagens em versão zumbi. Tudo começa com um grande feixo de luz no céu trazendo à terra, sem explicação alguma, uma versão bizarra do herói que conhecemos como Sentinela, que está infectado por um vírus desconhecido que, quando entra em contato com qualquer pessoa, a transforma em zumbi. Nessa hora os Vingadores são enviados ao local para investigar. É então que o terror começa: sSentinela infecta os Vingadores, que começam a partilhar do vírus com outros heróis até que, em poucas horas, o planeta é ameaçado pelos heróis zumbis.

O arco da Marvel terror assim como o arco da “Histórica Marvel” não é continuo, eles são fechados, então você não precisa ler as histórias na ordem correta, se encontrar alguns desses encadernados não fuja! Principalmente pra essa hype de Halloween.

386054

  • Preacher

Preacher conta a história de Jesse Custer, um ex-pastor que foi possuído por uma entidade sobrenatural que lhe confere o poder de fazer com que qualquer pessoa o obedeça. Essa entidade (chamada Gênesis) é fugitiva do Paraíso e os anjos a procuram para prendê-la novamente. Quando descobrem que ela e Jesse Custer se tornaram um só, o objetivo passa a ser matá-lo. Para isso ressuscitam um matador do século XIX, o Santo dos Assassinos e o enviam em seu encalço. O destino faz com que Jesse venha a encontrar sua ex-namorada, Tulipa, e junto dela o personagem mais excêntrico da revista, o vampiro irlandês Cassidy. Ambos passam a acompanhá-lo em sua fuga tanto da polícia quanto do Santo. No fim do primeiro arco de histórias, Custer confronta um dos anjos e extrai dele as informações que lhe faltavam para compreender toda a situação, como a origem de Gênesis (o filho mestiço de um anjo e um demônio). Ao perguntar porque o próprio Deus não conserta a situação, o anjo conta que Deus teria desistido da humanidade e abandonado o Céu .A partir desse momento, Custer decide o que fazer de sua vida. Ele toma a insólita decisão de procurar por Deus em pessoa e Lhe cobrar explicações. Na busca pelo seu objetivo encontra os mais diversos obstáculos: assassinos seriais, a polícia, o próprio santo e organizações secretas como o Graal.

A HQ de nove volumes assim como Hellblazer possui arcos fechados e mesmo que tenha uma cronologia certa você pode muito bem ler o volume três sem se preocupar com o que aconteceu no volume um e dois. Preacher é escrita por Garth Ennis e tem a arte de Steve Dillon, a dupla é conhecida também pela saga Infernal, um dos melhores trabalhos em Hellbazer. Para o Halloween é indispensável.

1519152-preacher191

  • HELLBLAZER

Arrogante, negligente e enganador, John Constantine é um Exorcista, ainda que use seus poderes de forma um tanto sutil, e tem vastos conhecimentos sobre ocultismo, demonologia e outros assuntos obscuros. Esse personagem foi criado por Alan Moore como um mero figurante da revista Monstro do Pântano, mas se popularizou rapidamente. Foi criado por Moore para satisfazer o pedido dos então desenhistas da revista, Steve Bissette e John Totleben, de ter um personagem fisicamente parecido com o cantor Sting nas histórias. Um ano depois de sua primeira aparição ganhou sua própria revista, Hellblazer, escrita durante muito tempo por Jamie Delano e ilustrada por John Ridgway. Hellblazer dispensa apresentações, a HQ de 300 edições retrata uma representação do vocalista da banda The Police exorcizando demônios e passando a perna no Diabo diversas vezes, depois de 25 anos Constantine teve seu fim pelo selo Vertigo, mas uma série de sagas do personagem que não foram publicadas estão chegando, os arcos são fechados e você pode ler as edições tranqüilo(a). Corre pras bancas que você ainda pega o ultimo volume “Mortes e Cigarros”!

tumblr_n98ydn7plt1riu867o1_500

Existem milhares de outras HQs de terror para você curtir no Halloween, o próprio Sandman flerta com esse gênero, o Monstro do Pântano também já foi referência, então se você está afim de curtir um bom quadrinho nessa época, corra para estes títulos!

Sobre o Autor

Modelo de mão, acadêmico em jornalismo, aspirante a roteirista Hobbit Lord Sith, patrulheiro das galáxias lanterna verde e Cowboy fora da lei tudo isso reunido numa edição limitada de apenas 1,64 de altura.

Comentários

  • Larissa Didoné

    Joooohhhnnn Cooonstantine seu maravilhoso <3